sábado, maio 30, 2015

Alegando medida de segurança, HUJM reduz número de leitos de internação


De acordo com a assessoria do Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM-UFMT)- por se encontrar em obras, a unidade de saúde fechou temporariamente o espaço físico onde funcionava a Clínica Médica. Diz que  dez dos 30 leitos do local, onde os pacientes ficavam internados em tratamento, foram transferidos para a Clínica Cirúrgica que já possui 24 leitos. 

A Ascom ressalta que algumas camas hospitalares foram realocadas para duas salas do setor que eram administrativas. Até que a obra nas duas clínicas seja concluída, o hospital terá um déficit de 20 dos 115 leitos ativos que possui.

De acordo com o superintendente do HUJM, Francisco Souto, esse impacto será menor à medida que a reforma avance para outros blocos do hospital, como a pediatria. Isso porque as demandas de leitos nas clínicas são as maiores da unidade de saúde. A decisão de diminuir provisoriamente o atendimento na internação foi adotada pelo hospital após o parecer técnico da empresa responsável pela obra, que apontou o risco de desprendimento de parte do revestimento do teto.

Os leitos foram desocupados aos poucos à medida que os pacientes receberam alta, explica o gerente de Atenção à Saúde, Eduardo De Lamônica, um dos fundadores do hospital. O médico lembra que o Júlio Müller foi criado há três décadas e nunca tinha passado por uma reforma tão grande na estrutura.







0 comentários:

Postar um comentário