domingo, maio 22, 2016

Agente de Trânsito de Cuiabá reincide em delito e é preso mais uma vez por dirigir embriagado


Quem era para fazer valer o Código Nacional de Trânsito mostrou que não está nem ai para as determinações da lei. 

O agente transito (amarelinho) Alexandre de Castro de Arruda foi detido na manhã deste domingo (22-05-16), por dirigir visivelmente embriagado o seu veículo Corolla e colidir com o portão de um estabelecimento comercial na Avenida do Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA).

O acidente aconteceu próximo ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT). 
Além de estar em visível estado de embriaguez, Alexandre de Castro de Arruda ameaçou a guarnição da Policia Militar que atendeu a ocorrência, dizendo que iria acabar com a vida dos PMs. 
É possível ouvir Alexandre dizer, em vídeo gravado pela PM os seguintes dizeres. "Eu defendo vocês e vocês me defendem(....) Não devo satisfação para tenente.... Eu bati meu carro não matei ninguém, , só isso. Vai ter troco f... vou acabar com todos, e multar todas as viaturas".

Veja o vídeo disponibilizado:

Alexandre de Castro de Arruda foi levado pelos policiais à Central de Flagrante, lá o motorista disse que tinha saído de uma festa de casamento e que estaria em condições de dirigir. "Não cometi crime algum, foi somente danos materiais. Não sou bandido", reclamou.
Os policiais que atenderam a ocorrência constataram que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do agente está vencida.
O curioso é que o servidor público,cujo salário é pago com o dinheiro do contribuinte, que deveria ser exemplo - pelo menos no quesito trânsito, já havia se envolvido em outra batida. Há registro na Central de Flagrantes, que Alexandre se envolveu em outro acidente após ingerir bebida alcoólica. Foi em 2013!! Ele chegou a ser preso por desobediência e por conduzir na época, o carro embriagado.
Alexandre dirigia o um Corolla branco, placa ATM 6041, e bateu no veículo de uma mulher na noite de um sábado (isso no dia 02 de novembro de 2013), na Avenida Mato Grosso. Ele o engatou a marcha ré e colidiu com outro carro. O amarelinho tentou fugir do local e acabou batendo em outro veículo. Só não concluiu a fuga porque o veículo dele não funcionou após as 2 colisões.
Consta no boletim de ocorrência da Polícia Militar que ele também estava em “visível estado de embriaguez”. Quando a Polícia chegou ao local ele recusou-se a colocar as mãos na cabeça conforme a ordem dos policiais. Ele confirmou que havia ingerido bebida alcoólica e se negou a fazer o teste do bafômetro.
Alexandre sacou sua carteira e passou a dizer não sabiam quem ele era – tentando intimidar, já que os dois carros que ele amassou eram dirigidos por mulheres. Levado para o Centro Integrado de Segurança e Cidadania, Alexandre pagou fiança de um salário mínimo vigente na época (R$ 678) e foi liberado. E hoje voltou a aprontar!!

0 comentários:

Postar um comentário