quarta-feira, junho 01, 2016

Continua escalada de violência contra mulheres em Mato Grosso; índice de ocorrência no estado supera a média nacional


Trinta por cento dos registros de assassinatos de pessoas do sexo feminino em Mato Grosso foram em Cuiabá e Várzea Grande. As estatísticas apontam para outra triste realidade, a cada quatro dias uma mulher é assassinada no estado. Esses números colocam a nossa unidade da federação com índice de mortes cometidas contra pessoas do sexo feminino acima da média nacional.
Com base no “Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres” mostra que no Brasil a taxa de homicídio de mulheres é 4,8% a cada 100 mil habitantes. Em Mato Grosso, o número eleva-se para 5,8%. Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) apontam que entre janeiro e abril de 2016, 31 mulheres assassinadas, sendo nove em Cuiabá e Várzea Grande.

Na maior parte dos casos, a motivação para a morte de homens e mulheres é diferente, o que acentua a preocupação. Enquanto a maioria dos homens é assassinada por dívidas de drogas e envolvimentos com crimes, as mulheres costumam ser mortas dentro de casa (43%), por familiares ( ex-marido ou ex-companheiro). Geralmente os companheiros, ou ex-companheiros, não aceitam o fim do relacionamento, ou por entenderem que têm poder sobre o corpo da mulher, “Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres”.

0 comentários:

Postar um comentário