quinta-feira, junho 02, 2016

Assembleia disponibiliza publicações aos cidadãos


A história do Poder Legislativo Estadual e alguns dos trabalhos produzidos ao longo das últimas décadas estão sendo compartilhados com cidadãos mato-grossenses, graças a uma iniciativa promovida pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso, por meio do Instituto Memória. As publicações estão sendo enviadas pelos correios ou entregues em mãos a moradores de diversas cidades do Estado.

Entre as publicações disponibilizadas estão exemplares dos livros “Desigualdades Regionais em Mato Grosso” e “Cenários Estratégicos de Mato Grosso”, bem como atas de sessões legislativas e outras.

Consulta às publicações

As produções elaboradas pela Assembleia Legislativa estão disponíveis para todos os cidadãos mato-grossenses. Aqueles que tiverem interesse em solicitar algum exemplar podem fazê-lo pelo telefone 3313-6937 ou pelo site da Assembleia (www.al.mt.gov.br), clicando no menu “Instituto Memória” e depois em “Acesso à Informação e Solicitação de Reprodução de Documentos”.

As publicações que não possuem um grande número de exemplares para doação podem ser consultadas na sede da Assembleia, localizada no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Atualmente, o acervo do Instituto Memória conta com mais de 5 milhões de documentos e cerca de 40 títulos estão disponíveis para consulta.

Aproximação com a sociedade

Diversas ações estão sendo colocadas em prática pela Assembleia Legislativa com o objetivo de aproximar o Parlamento Estadual dos cidadãos. O projeto “Assembleia Itinerante: Valorizando o Legislativo”, uma iniciativa da atual Mesa Diretora, por exemplo, já atendeu mais de 25 mil pessoas em 43 municípios mato-grossenses.

Iniciado em setembro do ano passado, o projeto tem o objetivo de aproximar o Poder Legislativo dos cidadãos, conhecendo de perto a realidade em que vivem, ouvindo suas demandas e discutindo um planejamento para os próximos 30 anos em Mato Grosso.

Instituto Memória


O Instituto Memória do Poder Legislativo foi criado em 15 de outubro de 1987 e conta com um acervo composto por publicações datadas a partir de 1835. Ao Instituto compete à curadoria do acervo da produção da Assembleia Legislativa, compreendendo as atividades de pesquisa, guarda do patrimônio documental, bem como gerir a política de organização documental garantindo a recuperação da informação, o acesso ao documento e a preservação de sua memória institucional.


0 comentários:

Postar um comentário