terça-feira, junho 14, 2016

Conselho de Ética aprova cassação de mandato de Eduardo Cunha




O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados votou, nesta terça-feira, pela cassação do presidente da Casa afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O placar foi de 11 votos favoráveis e 9 contrários. O relatório do deputado Marcos Rogério foi aprovado e agora a cassação segue para ser referendada pelo plenário. Para que ele tenha o mandato cassado, é preciso pelo menos 257 votos, a maioria absoluta dos 513 deputados. Cunha é acusado de quebra de decoro parlamentar. O argumento é que ele mentiu à CPI sobre a existência de contas no exterior. O processo no conselho durou oito meses meses.

A sessão de hoje foi bastante tumultuada. Em diversos momentos os deputados trocaram acusações e o clima esquentou. O presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA) teve que cortar o microfone dos integrantes do colegiado. Antes da votação , deputados e líderes se manifestaram sobre o voto do relatório do deputado Marcos Rogério (DEM-RO). 

Uma das manifestações mais aguardadas era a da deputada Tia Eron (PRB-BA) que tinha o considerado voto decisivo. Mais cedo,na própria sessão, ela havido dito que votaria “com consciênci”. “Ninguém manda nesta nega aqui. Quero olhar nos olhos de cada um. Os olhos refletem o que a boca não tem coragem de dizer. Eu não fui abduzida”, disse, se referindo às criticas recebidas pela sua ausência na última reunião do conselho.  

0 comentários:

Postar um comentário