terça-feira, agosto 30, 2016

Confira os destaques de jornais de circulação nacional - 30 de agosto


O Globo
Até PT avalia que discurso de Dilma não deve evitar sua saída
Na véspera do julgamento final do impeachment, Dilma Rousseff fez ontem sua defesa no Senado, provavelmente no último discurso como presidente. A petista repetiu que é vítima de um “golpe”, culpou o deputado Eduardo Cunha pela abertura do processo e emocionou-se ao comparar a ação à perseguição sofrida na ditadura. Mas, sem apresentar novos argumentos, a avaliação dominante, inclusive no PT, é a de que não foi suficiente para reverter o placar desfavorável a ela. “A esta altura, acho muito difícil que ainda haja alguém indeciso a ponto de mudar de ideia”, admitiu o líder do PT, Humberto Costa. Ao lado dos presidentes do STF, Ricardo Lewandowski, e do Senado, Renan Calheiros, Dilma afirmou: “Só temo a morte da democracia.” O ex-presidente Lula assistiu da galeria, ao lado de Chico Buarque. No plenário, Dilma e Aécio Neves, tucano derrotado por ela em 2014, fizeram debate amistoso.

Distorções na política e na economia
A análise do discurso mostra que Dilma fez afirmações contraditórias e exageradas, e usou até informações sem base factual, como a que, se efetivado, o governo Temer vai proibir o saque do FGTS em caso de demissão.

Folha de São Paulo
Dilma nega no Senado crime contra o Orçamento e volta a denunciar ‘golpe’
Em sua defesa no Senado, a presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), disse não ter cometido crime de responsabilidade e que teme pela morte da democracia caso seja condenada no processo de impeachment. “Peço que façam justiça a uma presidenta honesta, que jamais cometeu qualquer ato ilegal, na vida pessoal ou nas funções públicas que exerceu”, afirmou. O discurso de 47 minutos, seguido de respostas a senadores, pode ter sido seu derradeiro ato na Presidência. Dilma citou prisão e tortura sofridas na ditadura militar e voltou a dizer que é vítima de golpe que resultará na eleição indireta de Michel Temer (PMDB) — o interino afirmou ter acompanhado o discurso com tranquilidade. A petista rebateu as acusações de ter emitido decretos orçamentários sem autorização do Congresso ou praticado empréstimos ilegais junto a bancos federais. Em sessão de 14 horas presidida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, foi questionada por opositores em clima tenso, mas respeitoso. “O legado que a senhora nos deixa nos está levando a um retrocesso devastador”, disse José Anibal (PSDB-SP). A avaliação no Senado é que a condenação, em votação prevista para esta terça (30), é irreversível. São necessários 54 de 81 votos para que a petista seja cassada. À Folha 52 declararam ser a favor do afastamento da petista, 18, contra, e 11 não responderam.

O Estado de São Paulo
Juízo Final 
Senado define se Dilma Rousseff perderá mandato - Ao se defender ontem, petista repetiu tese de ‘golpe’, negou crime de responsabilidade e foi rebatida por aliados de Temer - Para parlamentares, discurso não mudará votos

Correio Braziliense
Ingressos para ver os tricampeões olímpicos de vôlei no Mané custam a partir de R$ 20
Os ingressos para o Desafio de Ouro entre Portugal e a seleção brasileira de vôlei masculino - que conquistou o tricampeonato olímpico nos Jogos do Rio de Janeiro - começaram a ser vendidos nesta segunda-feira (29/8). A partida acontece no próximo domingo (4/9), às 10h, no estádio Mané Garrincha.
Ao todo, 70 mil bilhetes foram colocados à venda. Eles podem ser adquiridos pelo site www.bilheteriadigital.com. A partir de amanhã, eles também estarão disponíveis nas lojas físicas da Bilheteria Digital e na loja Centauro do Conjunto Nacional. Na sexta-feira (2/9), os interessados ganharão mais um ponto de venda: a bilheteria do Mané Garrincha. O preço dos ingressos varia de R$ 20 (meia entrada para as cadeiras de nível superior) a R$ 500 (inteira para as cadeiras da pista premium). Também pelo Desafio de Ouro, as duas equipes vão se enfrentar no sábado (3/9), em Curitiba (PR). Além de serem os primeiros jogos do Brasil após a conquista da medalha de ouro na Rio 2016, as partidas devem ser as últimas do líbero Serginho com a camisa da seleção.

O Dia
Laudo da Samarco culpa falha de drenagem por tragédia em Mariana
O rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG) foi provocado por falhas na drenagem e pela obra de recuo da face da represa realizada pela mineradora, conforme consta em relatório apresentado nesta segunda-feira, 29, por empresa contratada pela Vale e BHP Billiton, donas da Samarco, para apurar a queda daestrutura. O resultado é o mesmo apontado por investigações da Polícia Federal, que decidiu no início de 2016 pelo indiciamento de todos os integrantes do comando da Samarco. O rompimento da barragem ocorreu em 5 de outubro de 2015. A lama que vazou da represa destruiu o distrito de Bento Rodrigues, matou 18 pessoas e deixou uma desaparecida. Os rejeitos poluíram o Rio Doce e parte do litoral norte do Espírito Santo, onde está a foz do curso d'água. A investigação contratada pelas empresas não apontou culpados e não abordou questões referentes à legislação. Durante a apresentação do relatório, em Belo Horizonte, não foram permitidos questionamentos de jornalistas nesse sentido. A empresa contratada para fazer a investigação foi a Cleary Gottlieb Steen & Hamilton, com sede nos Estados Unidos, que contratou um grupo de especialistas em geotecnia liderados por Norbert Morgenstern, professor emérito de engenharia civil da Universidade de Alberta, no Canadá.

Diário Catarinense
Vendas nos supermercados de SC acumulam queda de 0,26% no ano
As vendas do setor supermercadista catarinense apresentaram recuperação em julho, com alta de 6,17% em relação ao mesmo mês do ano passado. Foi o segundo resultado positivo no ano, que acumula queda de 0,26%. O crescimento em relação a junho foi de apenas 0,62%.  Os índices já foram deflacionados pelo IPCA. A Associação Catarinense de Supermercados (Acats) divulgou o levantamento nesta segunda-feira. O presidente da associação, Paulo Cesar Lopes, considera que o resultado de julho indica que o consumo pode estar revertendo uma curva descendente. 

0 comentários:

Postar um comentário