sábado, agosto 27, 2016

Veja os destaques de jornais de circulação nacional deste sábado - 27 de agosto


O Globo
PF indicia Lula por tríplex
Em meio ao julgamento final do impeachment, que pode pôr fim à era PT no governo, o ex-presidente Lula e a mulher dele, Marisa Letícia, foram indiciados pela primeira vez na Lava- Jato sob suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no inquérito que investiga o tríplex de Guarujá, em São Paulo. Para a PF, o apartamento foi reservado para Lula e sua família, como mostrou O GLOBO em 2014, e as benfeitorias feitas pela empreiteira OAS custaram R$ 2,4 milhões, entre reformas e armazenamento do acervo presidencial. O relatório da investigação segue agora para o Ministério Público, que decidirá se denuncia ou não o casal ao juiz Sérgio Moro. Lula, que ontem se reuniu com Dilma Rousseff, deve estar ao lado da presidente afastada na segunda-feira, quando ela fará sua defesa no Senado. O petista, indiciado também por falsidade ideológica, disse que nunca foi dono do tríplex e que a acusação é “peça de ficção”. Também foram indiciados Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS; Paulo Gordilho, diretor da empresa; e Paulo Okamoto, presidente do Instituto Lula.

Impeachment tem mais um dia de baixarias
Pelo segundo dia, terminou em baixaria o julgamento do impeachment de Dilma no Senado. De novo, houve bate-boca entre Ronaldo Caiado e Lindbergh Farias, mas a confusão atingiu seu ápice com o presidente do Senado, Renan Calheiros. Além de dizer que a Casa estava parecendo um hospício, Renan quase levou os senadores às vias de fato ao criticar Gleisi Hoffmann e dizer que conseguira “desfazer” o indiciamento dela no STF. Presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski chegou a ameaçar usar seu “poder de polícia” para conter os ânimos.

O Estado de São Paulo
Lula e Marisa são indiciados por corrupção em caso de triplex
A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no inquérito que investiga triplex no Guarujá. A ex-primeira- dama Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, e um engenheiro da empreiteira também foram indiciados. A conclusão do delegado Márcio Adriano Anselmo é de que Lula e Marisa foram beneficiários “de vantagens ilícitas, por parte da OAS, em valores que alcançaram R$ 2,4 milhões, referentes a obras de reforma no apartamento 164-A do Edifício Solaris, bem como no custeio de armazenamento de bens do casal”. O triplex foi construído pela Bancoop e adquirido pela OAS. A empresa acusada de corrupção na Petrobrás também fez benfeitorias no imóvel, que, para investigadores, seria de Lula.

Defesa de petista vê ‘peça de ficção’
O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin Martins, disse que o indiciamento do petista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro é um ato político. A senadores petistas, Lula disse que indiciamento é “factoide” criado para impedir sua candidatura à eleição presidencial de 2018.

Folha do Estado
Lula, Alckmin e Temer tiram mais votos em SP que atraem
A vinculação de candidatos com o ex- presidente Lula (PT), o presidente interino, Michel Temer (PMDB), e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), traz mais prejuízos do que vantagens na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Segundo pesquisa Datafolha, o petista é o mais rejeitado entre eleitores: 73% disseram que não votariam “de jeito nenhum” no candidato apoiado pelo ex-presidente. A associação com Michel Temer afasta o voto de 65% do eleitorado paulistano. E 51% não escolheriam nas urnas o nome endossado por Geraldo Alckmin. A corrida eleitoral é liderada pelo apresentador e deputado Celso Russomanno (PRB), com 31% das preferências. Ele não é apoiado por caciques políticos nacionais. Correligionária de Temer, a senadora Marta Suplicy está em segundo, com 16%. O prefeito Fernando Haddad (PT), apoiado por Lula, tem 8% — em empate técnico com João Doria (PSDB), com 5%, aliado de Alckmin. Realizada nos dias 23 e 24 de agosto, a pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Renan rompe elo com o PT no 2º dia de julgamento
No segundo dia do julgamento da presidente Dilma Rousseff (PT), o presidente do Senado, Renan Calheiros, criticou a postura de Gleisi Hoffmann, gerando reação negativa da bancada petista. Em razão das rixas, ele comparou a Casa a um hospício. Com o ato, Renan desfez laços com a sigla e, segundo aliados, ficou livre para votar pelo impeachment.

Correio Braziliense
Penas de vigilante, serial killer goiano, já ultrapassam 300 anos
O vigilante apontado como o maior serial killer do Brasíl já acumula pena de 319 anos e 10 meses de prisão. A mais recente condenação ocorreu nesta quinta-feira (25). 1º Tribunal do Júri de Goiânia imputou a Tiago Henrique Gomes da Rocha 26 anos de reclusão pela morte de Beatriz Cristina Oliveira Moura. A vítima morreu aos 23 anos, logo após sair de casa para comprar pão, em 19 de janeiro de 2014.  Este foi o 13º julgamento do acusado, hoje com 28 anos. Além de 12 assassinatos, ele foi condenado por roubo e porte ilegal de arma de fogo. Tiago Henrique ficou conhecido em todo o país após ser autor de uma série de crimes na Região Metropolitana de Goiânia. Ao todo, ele é acusado de matar 35 pessoas, a maioria, mulheres. Tiago está preso desde 14 de outubro de 2014, na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia (GO). Ele confessou alguns crimes, mas negou outros.
O Dia
Com a exclusão da Rússia, Brasil inclui seis nomes em sua delegação paralímpica
Em função da redistribuição de vagas promovida pelo Comitê Paralímpico Internacional, após a suspensão da delegação russa e uma desistência na modalidade tiro com arco, o Brasil comunicou a inclusão de seis atletas à delegação, nesta quinta-feira, através de seu Departamento Técnico. Os novos nomes que integram a equipe verde e amarela são: Mariana D’Andrea (halterofilismo), Ronystony Cordeiro, Adriano de Lima, Alan Augusto Santos (natação), Vanderson Chaves (esgrima) e Patrícia Layolle (tiro com arco). Na maior delegação brasileira na história dos Jogos Paralímpicos, a equipe vai contar com 285 atletas.

Diário Catarinense
Quase 70% dos alunos da última série do Ensino Fundamental em SC dizem ter sofrido bullying
Sem especificar motivos ou causas, 68,1% dos alunos catarinenses do 9º ano do Ensino Fundamental afirmaram já terem se sentido humilhados por provocações de colegas. O dado que coloca o Estado na primeira colocação dessa estatística específica está disponível na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que foi divulgada nesta sexta-feira. Em Santa Catarina, foram ouvidos 3.615 estudantes de 145 escolas públicas e privadas.

0 comentários:

Postar um comentário