quinta-feira, setembro 01, 2016

Silval tem mais um pedido de soltura negado pela justiça



Com a situação cada vez mais complicada, a medida que depoimentos são prestados a justiças por outros “companheiros” de esquema, o ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB), está quase completando 1 ano preso. Pesa sobre ele acusações de crimes de corrupção e crime financeiro, cometidos em esquema de cobrança de propinas quando exercia o cargo de maior mandatário do estado.
De acordo com a Delegacia Fazendária (Defaz), Silval e seu grupo, concedia incentivos fiscais milionários, desde que a empresa beneficiada desse numa boa soma de dinheiro - como propina.
Nesse período de quase doze meses de prisão, a defesa de Silval não tem economizado em pedidos e mais pedidos de soltura do político. No entanto, todas tem sido desconsideradas nas esferas às quais tem sido ajuizadas.
A mais recente derrota da defesa se deu ontem. Ela tentou novamente demonstrar, em sessão da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, na tarde desta quarta-feira (31-08-16), que, após mais de 300 dias de cárcere, já se trata de uma prisão condenatória e não preventiva.

A petição foi negada por unanimidade dos integrantes da Câmara Criminal.

Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário