segunda-feira, janeiro 23, 2017

Emanuel realiza vistorias e quer estudo para a retomada de obras paralisadas



O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) estabeleceu como prioridade à retomada das obras que encontram-se paralisadas. Para isso, realizou durante toda manhã desta segunda-feira (23-01-17) uma série de visitas a construções inacabadas de Unidades Básicas de Saúde (UBS), Centros Municipais de Educação Infantis (CMEI) e vias públicas em bairros da região Norte.  

A primeira visita foi ao entroncamento das Avenidas Coxipó Mirim e Clóvis Maciel Figueiredo, no bairro Dr. Fábio I, onde uma cratera se abriu com as chuvas intensas dos últimos meses. De acordo com o secretário de Obras, Vanderlúcio Rodrigues da Silva, para resolver o problema será preciso instalar um dreno no local a fim de escoar toda a água e, só assim, posteriormente tapar os buracos.

Já a segunda parada foi na UBS do bairro Dr. Fábio II, paralisada desde junho do ano passado. De acordo com o Engenheiro Fiscal da Saúde da Prefeitura de Cuiabá, Juvenil Taques, a obra está orçada em mais de R$ 800 mil, sendo que apenas 36% da construção foram erguidos até o momento. Em seguida, foi a vez de visitar as obras do CMEI do bairro Altos da Serra. A obra foi paralisada há poucos dias; investimento da ordem de R$ 1,3 milhão.

Outro ponto vistoriado pela comitiva, composta por secretários e vereadores Municipais, foi a ponte de madeira sobre o córrego do Gumitá, que divide os bairros Planalto e Altos da Serra.

Na rota das vistorias, ruas de terra do bairro Altos da Serra que começaram a ser asfaltadas, mas não foram concluídas. No caminho, outra obra de um CMEI abandonada; esta, no CPA III. Paralisada há cerca de um ano, a edificação está orçada em mais de R$ 1 milhão e já teve diversos materiais furtados após o abandono. “Isso encarece ainda mais a obra. É desperdício de dinheiro público, um desrespeito com o bolso do contribuinte. Por isso, determinei que não lançaremos nenhuma obra sem antes terminar as que foram deixadas para trás pelas gestões anteriores”, assegurou o prefeito.

Para finalizar a série de visitas, uma parada nas obras de ampliação do Centro Especializado em Reabilitação (CER), na divisa dos bairros Planalto e Residencial São Carlos – com investimento de mais de R$ 1,1 milhão.


E para fechar, uma vistoria a UBS do bairro Ilza Terezinha Picolli Pagot, orçada em mais de R$ 800 mil, e que está paralisada desde junho do ano passado. Neste caso, toda fiação foi furtada e o mato tomou conta da área, gerando riscos à saúde e segurança da população. “Após esse levantamento, estudaremos o prazo para a retomada dessas obras”, finalizou Emanuel.     


Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário