quinta-feira, janeiro 26, 2017

Estado torna lei o uso de pulseiras de identificação das crianças em eventos públicos



Existem inúmeros casos de crianças que, em eventos públicos com grande concentração de pessoas acabam se perdendo dos pais ou responsáveis. Esta é uma situação recorrente, pois, em meio a centenas ou até milhares de pessoas, um segundo de descuido é o suficiente para entrar em desespero. Mas, uma medida simples, pode acabar com todo esse medo que assusta os pais; o uso de pulseiras de identificação das crianças.

A distribuição e uso da pulseira facilitarão a identificação do menor em caso de desaparecimento e a procura mais rápida por seu responsável, aumentando a segurança nos eventos públicos. A proposta é que nas pulseiras conste o nome da criança, dos pais ou responsáveis que estarão presentes no local do evento, endereço completo, telefones de contato, bem como informações relevantes sobre a saúde de criança.

A pulseira de identificação deverá ser distribuída gratuitamente aos pais e possuir um sistema que impeça sua reutilização, ser inviolável e não transferível, resistente à água, não tóxica e hipoalergênica, com sistema de fechamento seguro.

A iniciativa partiu do deputado Dr. Leonardo, por meio de projeto de lei, que já foi aprovado e sancionado pelo Governo do Estado. “Eu, como um pai, quero estar seguro que em caso de um incidente como este, o meu filho seja rapidamente e facilmente identificado. Passear com os filhos em meio a multidão requer o dobro de atenção, mas, as vezes, uma olhada para o lado já é o suficiente para perdê-los, pois, as crianças são ligeiras e não veem maldade nas coisas. A aprovação deste projeto é de extrema importância, pois, é o nosso dever zelar pela dignidade da criança e do adolescente”, destacou o deputado Dr. Leonardo.




Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário