sexta-feira, março 10, 2017

Destaques de jornais de circulação nacional - 10 de março


O Globo
Governo pode desistir de idade mínima progressiva
Para avançar com a reforma da Previdência no Congresso, o governo já estuda, nos bastidores, abrir mão da regra que cria um gatilho automático para elevar a idade mínima. Pela proposta original, a exigência de 65 anos para se aposentar seria progressivamente elevada à medida que a população brasileira envelhecesse. As regras de transição, que só contemplam os trabalhadores com mais de 50 anos (homens) e 45 anos (mulheres), também poderiam ser revistas, para incluir os mais jovens, informam GERALDA DOCA e BÁRBARA NASCIMENTO. Mas, neste caso, haveria um endurecimento nas exigências para os mais velhos, que também teriam de cumprir idade mínima. O governo cogita, ainda, recuar nas mudanças propostas para os benefícios assistenciais.

Confissões presidenciais
À “Economist”, Temer disse que prefere “ser impopular do que populista”, e que foi prematura a sua aposentadoria aos 55 anos.

O Estado de São Paulo
Sem mudar Previdência, País ficará insolvente, diz Meirelles
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse ontem que “não há espaço” para negociar flexibilização da proposta de reforma da Previdência em análise no Congresso. Ao participar do evento Fóruns Estadão, no auditório do Estado, Meirelles afirmou que o governo “não tem um plano B” e o País caminhará para a “insolvência” caso a proposta seja rejeitada ou alterada de forma substancial pelo Legislativo. O relator da proposta de emenda à Constituição (PEC), deputado Arthur Maia (PPS-BA), disse que, na forma que está, o projeto não passa na Casa. Ele fala em mudanças na regra de transição para quem está no mercado de trabalho há mais tempo e anunciou emenda para impedir que aposentados de estatais continuem trabalhando. Maia afirmou já ter alertado Meirelles sobre a necessidade de mudanças no projeto. “Vamos tentar construir um texto que seja bom para todos os trabalhadores”, disse.

Governo recusa proposta da OAS de acordo de leniência
O Ministério da Transparência recusou proposta da OAS de acordo de leniência com o governo, informa Fábio Fabrini. A pasta concluiu que a empresa deixou de apresentar provas de esquemas de corrupção na Petrobrás e em outros órgãos federais – um dos requisitos legais para entendimento. Com isso, mandou reabrir processo de responsabilização que pode resultar na declaração de inidoneidade da empresa e na proibição de participar de licitações. Em dificuldades financeiras, a OAS está em processo de recuperação judicial.

Folha de São Paulo
PSDB, aliado de Temer, quer abrandar nova Previdência
Principal aliado do governo, o PSDB prepara um conjunto de propostas para flexibilizar itens da reforma da Previdência de Michel Temer. O gesto deve engrossar o movimento dentro da base do Planalto para abrandar pontos do projeto do Executivo. A Folha apurou que entre a bancada tucana —a terceira maior da Câmara, com 47 cadeiras — a tendência é que sejam defendidas mudanças em pelo menos quatro dos principais pontos da reforma. As sugestões serão enviadas nas próximas semanas. Elas incluem, por exemplo, flexibilizações na regra de transição e no cálculo do benefício propostos pelo Executivo. Pelo texto, o beneficio integral para quem ganha acima de um salário mínimo só ê conquistado com 49 anos de contribuição. A palavra final será dada após conversas com o presidente nacional da legenda, Aêcio Neves (MG), que autorizou e acompanha a articulação. O partido avalia que a proposta do governo ê muito rígida, ainda mais a um ano das eleições.

Com elas
Michel Temer participa em Brasília da cerimônia para sancionar lei que transformou Blumenau (SC) na capital nacional da cerveja; um dia após cometer gafe, ao afirmar ter convicção do quanto a mulher faz pela casa, o presidente defendeu os direitos femininos nas redes sociais

Correio Braziliense
Caixa libera R$ 6,9 bilhões de contas inativas do Fundo de Garantia
Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começam nesta sexta-feira (10/3) e a expectativa é de grande movimento nas agências da Caixa Econômica Federal. Ao todo, 4,8 milhões de cotistas que nasceram em janeiro ou fevereiro — 15,9% do total de trabalhadores que têm direito a resgatar os recursos — terão direito a retirar R$ 6,9 bilhões até o fim de julho. Diante da atual situação de desemprego elevado e alto endividamento das famílias, a Caixa espera muita correria às agências, que ficarão abertas também amanhã, das 9h às 15h. Melânia Cristina Reis, 22 anos, pretende aproveitar o primeiro dia do prazo para fazer o saque. “É um dinheiro que a gente não estava esperando. Fui olhar pela internet e descobri que tenho dinheiro de três contas para retirar”, disse. A intenção, a princípio, era usar os recursos para consumo, mas, agora, ela planeja pagar contas. “Não vai dar para sanar todas as dívidas, mas ajudará bastante”, avaliou Melânia.
O Dia
'Bandivas': Jovem vai à delegacia e diz que tudo não passou de brincadeira
Assustada com a repercussão, uma das 'bandivas', apelido dado para a dupla fotografada com armamento pesado, proteção e radiotransmissores no Carnaval, compareceu à delegacia para explicar que tudo não passava de uma brincadeira e que as armas eram réplicas.  A jovem foi até à 21ª DP (Bonsucesso) na tarde desta quinta-feira. A morena, de 21 anos, contou que tudo não passava de uma caracterização para comemorar o Carnaval. Na imagem, a dupla aparece em uma moto com um fuzil, uma pistosa, colete e radiostransmissores. A jovem contou que a foto foi tirada em uma rua da Comunidade Vila do João, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio.

Correio da Bahia
Varejo aposta em saques do FGTS contra a crise; veja quinze promoções
O varejo vem com tudo para tentar garantir sua parte nos recursos que vão ser injetados na economia após o saque das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A partir de hoje, 4,8 milhões de brasileiros nascidos em janeiro e fevereiro vão poder sacar os valores, que só neste mês ultrapassam R$ 6,96 bilhões. Ainda que a maioria dos trabalhadores opte por pagar dívidas, o varejo promete descontos de até 70% e parcelamentos em vinte vezes no cartão de crédito. “A nossa tentativa é abocanhar ao máximo essa parcela com preços competitivos e facilidades no parcelamento. Não podemos perder uma oportunidade dessas”, afirma o presidente da Federação das Câmeras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL), Antonie Tawil. “Com certeza, o consumidor vai ver nas vitrines descontos de, no mínimo, 50% até 70%”, acrescenta.

Diário de Pernambuco
Temer visita o sertão pernambucano nesta sexta-feira
O presidente Michel Temer (PMDB) faz a sua quarta visita ao Nordeste em três meses chegando amanhã na cidade de Sertânia, no sertão pernambucano, como parte da inauguração do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco. De lá, o presidente segue para Monteiro, na Paraíba.  A chegada em Sertânia está prevista para as 13h30 onde ele será recebido pelo prefeito Ângelo Ferreira (PSB). O líder da cidade vai aproveitar a oportunidade para fazer alguns pleitos, como uma maior agilidade nas obras do Ramal do Agreste e a construção de uma pista de pouso. “A que nós tínhamos foi inviabilizada devido às obras da transposição”, diz o prefeito.
Click aqui para ler  notícias da primeira página


0 comentários:

Postar um comentário