terça-feira, março 07, 2017

Destaques de jornais de circulação nacional - 07 de março

O Globo

Crivella quer taxar servidores aposentados

O prefeito Marcelo Crivella anunciou ontem que, para evitar um rombo que em dez anos pode chegar a R$ 8 bilhões na previdência municipal, planeja cobrar alíquota de 11% de parte dos 81 mil aposentados e pensionistas, hoje isentos. Pela proposta, que precisará da aprovação da Câmara de Vereadores, será taxado quem recebe acima de R$ 5.531,31. O desconto deve incidir sobre o que exceder esse valor.


Gilmar: caixa dois ameaça 2018
Presidente do TSE e ministro do STF, Gilmar Mendes disse ontem que o caixa dois detalhado em depoimentos de ex-executivos da Odebrecht na Lava-Jato e no processo de cassação da chapa Dilma-Temer pode ter sido “tão forte ou até mais forte do que o caixa um”. “Imagine o que vai ser uma eleição presidencial, quando vamos ter essa corrida de elefantes, com um sistema sem regulação. Esse tema precisa estar na agenda.” Segundo ele, o sistema de financiamento só com pessoas físicas não resolve. Ontem, mais três ex-executivos da Odebrecht prestaram depoimento no TSE, na ação que pede a cassação da chapa PT-PMDB.

O Estado de S. Paulo
Com PIB fraco, Temer lança pacote com novas concessões
Em busca de um contraponto para a crise política e o fraco desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), o governo deve anunciar hoje um pacote de 55 concessões que passarão a integrar a carteira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). A lista terá uma novidade: a privatização de 15 companhias de saneamento estaduais. Traz também um novo instrumento para destravar investimentos em rodovias, que poderá passar pelo fim antecipado dos atuais contratos. Dos 55 projetos do PPI, 35 são linhas de transmissão, com investimentos estimados em R$ 12,7 bilhões, que já estavam na programação da Aneel. Elas deverão ser licitadas em abril e vencerá aquele que cobrar a menor tarifa. No caso das companhias de saneamento, a ideia é aliviar a crise financeira dos Estados. 

Governo avalia elevar impostos para atingir meta
A equipe econômica do governo voltou a avaliar a possibilidade de aumento de impostos caso precise de um empurrão extra para cumprir a meta fiscal deste ano. Por enquanto, o esforço está concentrado no corte de gastos. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, tem repetido a seus auxiliares que fará o necessário para chegar ao objetivo, um déficit de R$ 139 bilhões.
  www.siqueiranews.com

Folha de S. Paulo
Trump cria novo decreto para barrar imigrantes 
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta segunda (6) um novo decreto que proíbe por 90 dias a entrada de cidadãos de seis países de maioria muçulmana e de refugiados. A medida só entrará em vigor no próximo dia 16 e se aplica a Síria, Irã, Sudão, Líbia, Iêmen e Somália. Os três primeiros são considerados pelos EUA “patrocinadores” do terrorismo, e os outros três, lugares que têm servido de zonas seguras para terroristas. O Iraque foi retirado da lista de vetados. Assim fica anulado o primeiro decreto, assinado no fim de janeiro, que havia sido suspenso na Justiça e era debatido numa corte federal. Segundo a Casa Branca, as novas regras não têm validade imediata —a medida tenta reduzir erros em sua aplicação e o caos visto em aeroportos pelo país.

Temer diz não abrir mão de idade mínima na Previdência 
O presidente Michel Temer assumiu pessoalmente a negociação da reforma da Previdência com a Câmara e estabeleceu limites para negociar a sua proposta. Ele afirmou que não abre mão da idade mínima de 65 anos, da regra de transição para os que estão perto de se aposentar e da redução do valor da pensão por morte. O deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator do texto, disse que a idade mínima não pode ser retirada “de jeito nenhum”.

Correio Braziliense
Delator: Temer teria pedido apoio da Odebrecht para campanhas do PMDB
A nova fase do processo de cassação da chapa presidencial de 2014 Dilma/Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), envolvendo ex-executivos da Odebrecht, prosseguiu ontem com os depoimentos de Hilberto Silva, Alexandrino Alencar e Cláudio Melo Filho. Na oitiva, Melo, o homem-bomba da Lava-Jato, teria mantido a versão apresentada  na delação premiada junto à força-tarefa de Curitiba ao afirmar que o presidente Michel Temer pediu apoio político da empreiteira para campanhas do PMDB. Na colaboração premiada, divulgada em dezembro, o ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht afirmou que, em um jantar no Palácio do Jaburu, em 2014, ficou acertado o repasse de R$ 10 milhões ao PMDB. Estariam presentes, além dele, Temer, Marcelo Odebrecht e o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. 

O Dia
PM é acionada para assalto em loja em Copacabana
Um funcionário foi feito de refém durante uma tentativa de assalto a uma filial das Lojas Americanas, na Rua Barata Ribeiro, em Copacabana, Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira. Por volta das 9h50, os quatro bandidos que invadiram o estabelecimento se renderam após uma negociação com policiais. Pelo menos seis viaturas da PM foram acionadas para o local. Na ocasião do crime, a via, na altura da Rua Duvivier, precisou ser interditada para a operação da polícia. Preso em flagrante, o grupo estava com dois revólveres e três artefatos explosivos. 

Correio da Bahia
Cem mil doses de vacina contra febre amarela são liberadas para Alagoinhas
Devido ao registro do primeiro caso de febre amarela em macacos, o município de Alagoinhas, a cerca de 120 km de Salvador, foi contemplado com 100 mil doses extras de vacina contra o vírus causador da doença.  Os cidadãos que ainda não tem duas doses da vacina contra a febre amarela registradas no cartão de vacinação devem comparecer aos postos de saúde do município para serem imunizados. É recomendado ter em mãos o referido cartão.  Além da intensificação da vacinação outras medidas de profilaxia estão sendo tomadas, conforme explica o secretário de saúde do estado da Bahia, Fábio Villas Boas. “Realizamos a busca ativa de casos suspeitos em toda a área delimitada e fizemos a borrifação de inseticida com o uso da UBV (Ultra Baixo Volume) costal na área rural. Também atuamos na sede do município, com cinco ciclos da UBV veicular, tendo intervalos de três a cinco dias entre as aplicações”, disse.  
Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário