terça-feira, março 07, 2017

Direcionado ao turismo sustentável, Feira do Pantanal espera reunir 100 mil visitantes



A Feira Internacional de Turismo do Pantanal – FIT 2017 – será realizada nos dias 20, 21, 22 e 23 de abril no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, com tema “Turismo Sustentável”. A expectativa dos organizadores é receber cerca de 100 mil pessoas durante o evento.

O evento é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, em parceria com o Trade Turístico, representado pelo Sindicato das Empresas de Turismo de Mato Grosso (Sindtur).

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) fará a gestão da área gastronômica do evento. O Senac deve promover atividades ligadas ao segmento, como aulas-shows e apresentações, além de fazer a curadoria do setor de gastronomia, garantindo que todos estejam afinados com o tema ‘Turismo Sustentável’.

Outra importante parceria é com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) que estará responsável pela gestão da ‘Aldeia do Conhecimento’ com palestras, workshops e rodadas de negócios abordando temáticas sobre sustentabilidade, nichos de mercado, tecnologia como diferencial competitivo, destinos turísticos e cidades inteligentes, turismo de aventura, de negócios, de base comunitária, movimento Slow Food, marketing digital, startups, entre outros.

A FIT Pantanal contará com um investimento de R$ 2,5 milhões, sendo R$ 1,5 milhão do Governo do Estado e emendas parlamentares, e o restante por meio dos parceiros e patrocinadores do evento. A FIT contará com espaço para comercialização de produtos e pacotes turísticos apresentados por diversos municípios e operadores.

Paralelamente ao FIT, acontece nos mesmo espaço o ‘Fórum Regional de Desenvolvimento do Turismo Sustentável: Pantanal, Amazônia e Cerrado’ trazendo especialistas e acadêmicos para discutir temas ligados aos três eixos definidos para os debates: mercado, inovação e sustentabilidade.

Destaque do evento, e essencial ao mercado turístico, o artesanato do Mato Grosso terá um espaço para expor a cultura mato-grossense.

Haverá também um espaço reservado para a agricultura familiar, com exposição e comercialização de produtos fabricados no estado, bem como, a apresentação dos potenciais do segmento para fomentar o turismo sustentável gerando inclusão social e renda no intuito de associar mais segmentos econômicos ao mercado turístico.


A pesca esportiva também terá destaque no evento, com exposição de produtos e divulgação de informações. Mato Grosso é um dos destinos mais procurados do Brasil para a prática. Para se ter uma noção da força mato-grossense, dos 141 municípios mato-grossenses 45 proporcionam condições para a prática do turismo de pesca esportiva.


Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário