sexta-feira, março 17, 2017

Grupo que comandou a FMF por quase 40 anos perde eleição e deixa a entidade em maio



O presidente do Cuiabá Esporte Clube, empresário Aron Dresch (foto), foi eleito nesta quinta-feira (16-03-17) presidente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). Ele concorreu ao cargo em disputa com o atual presidente da entidade gestora do futebol no estado, João Carlos Oliveira Santos, por ter recebido 15 votos, contra 22 de Aron.
Participaram da votação clubes da primeira e segunda divisão além de presidentes de 6 ligas municipais. Somente a diretoria do Sinop que não teve direito a voto.
O mandato tem a validade de 4 anos e a função é remunerada. O presidente da FMF recebe salário mensal de R$ 25 mil, pago pela Comissão Brasileira de Futebol (FBF).
Mas ainda pode vir surpresas. O candidato derrotado, João Carlos Oliveira Santos, e que representa o grupo que manda na FMF há mais de 30 anos, não quer aceitar a derrota e já anunciou que vai recorrer do resultado para tentar continuar na presidência da entidade.
Se João Carlos não reverter o resultado da votação, terá que deixar o cargo em maio deste ano quando terá que dar posse à nova diretoria.
Para Aron Dresch, o resultado da votação expressa o desejo dos dirigentes. “Todos os clubes sonham em renovar a administração da FMF e garantir um futuro sólido, pautado por mudanças necessárias e que direcionem o futebol mato-grossense aos padrões de excelência e qualidade que o esporte exige. Vamos trabalhar com profissionalismo e transparência”, disse.

A chapa de Aron Dresch tem ainda o presidente do Sinop Esporte Clube, Agnaldo Turra, como 1º vice-presidente. Márcio Pardal, que é diretor do Mixto. O diretor do Cacerense, Márcio Lacerda, e também Sandro Roberto da Silva, que é presidente da Liga Amadora de Nova Bandeirante.
Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário