segunda-feira, março 20, 2017

Veja como melhorar a qualidade do seu sono; 63% da população tem algum distúrbio



Deitar a cabeça tranquila no travesseiro não tem sido tarefa fácil para boa parte dos brasileiros. De acordo com a última pesquisa do Instituto do Sono, 63% da população no país sofre de algum tipo de distúrbio do sono. Jornadas extensas de trabalho e o uso excessivo de celulares e internet são fatores que contribuem para o aparecimento dessas disfunções.
Segundo o otorrinolaringologista e médico do sono Davi Sobral, os distúrbios mais comuns são a apneia do sono, a insônia e as parassonias, como o sonambulismo e o bruxismo (ranger de dentes durante o sono). “A apneia já é considerada como um problema de saúde pública. São paradas da respiração quando a pessoa está dormindo e que fazem com que a oxigenação do sangue caia”, explica o médico.
“Quando isso acontece, a pessoa acorda para conseguir respirar, e essa interrupção faz com que ela não atinja os estágios mais avançados do sono”, complementa ele. De acordo com Sobral, há mais de 40 tipos de distúrbios do sono catalogados. “Um sono fragmentado afeta a memória, o rendimento no trabalho, gera irritabilidade e diminuição da libido sexual. Em casos graves de apneia, a pessoa pode chegar a ter sequelas como pressão alta, arritmia cardíaca, AVC e derrame”, enumera o médico.
Confira dicas para dormir melhor

1 - Tenha horários - regule seu relógio biológico: estabeleça horários para dormir e acordar

2 - Sem barulho - Crie um ambiente favorável na hora de dormir, com pouca luz e barulho e controle a temperatura do ambiente
3 - Desligue-se -  Evite o uso de celulares, computadores e televisão próximo ao horário de dormir
4 - Não beba -  Evite o consumo de café e de outras bebidas estimulantes durante a noite, assim como o de bebidas alcoólicas  
5 - Relaxe - Tente não pensar nos problemas do dia a dia e evite planejar coisas no horário  de dormir, para não ficar agitado
Fonte: Correio da Bahia

Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário