sábado, abril 01, 2017

Acordo para a retomada das obras do VLT vai consumir mais 922 milhões de reais



O Governo do Estado de Mato Grosso vai pagar mais R$ 922 milhões para a conclusão integral da implantação do modal, acerto feito entre o executivo estadual e o Consórcio VLT Cuiabá – Várzea Grande para a retomada das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).
Depois do acordo, sacramentado nesta sexta-feira (31-03-17), a previsão é que as obras sejam retomadas em maio deste ano, com prazo de conclusão de 24 meses. Entretanto, há um porém, o acordo precisa ser homologado pela Justiça Federal, após concordância do MPE e MPF.
Entretanto, no acordo entre Governo e Consórcio, o cronograma das obras prevê a entrega da primeira etapa, em março de 2018, no trecho entre o aeroporto de Várzea Grande até a estação do Porto, em Cuiabá. Até dezembro de 2018 deverá entrar em funcionado todo o trecho da linha 1, num total de 15 quilômetro, entre o aeroporto de Várzea Grande e o Terminal do Comando Geral, em Cuiabá.
Já a linha 2, que compreende o trecho de 7,2 km entre a avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha) e o Parque Ohara, no Coxipó, será entregue até maio de 2019.
Para financiar o valor necessário para a conclusão das obras, o Governo de Mato Grosso já obteve sinalização da União de empréstimo de R$ 600 milhões junto à Caixa Econômica Federal, faltando apenas aval da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Dos R$ 322 milhões restantes, o Governo já tem R$ 193 milhões em caixa do empréstimo anterior.

Com informações do Gcom
.

0 comentários:

Postar um comentário