quarta-feira, abril 19, 2017

Câmara rejeita tramitação urgente de projeto da reforma trabalhista


O plenário da Câmara dos Deputados derrotou o governo, na noite desta terça-feira (18-04-17), ao rejeitar um requerimento assinado por 13 líderes partidários pedindo regime de urgência para apreciação do projeto da reforma trabalhista. A manobra daria celeridade à tramitação da proposta, mas não alcançou o número de votos necessários para ser aprovada.
Foram 230 votos a favor, 163 contrários e uma abstenção.
A votação foi comemorada pela oposição, que se articulou e aproveitou que menos de 400 deputados estavam presentes na sessão.

A sessão foi marcada por protestos da oposição, uma vez que a medida interromperia o prazo de apresentação de emendas na comissão especial e as propostas de alteração no projeto só poderiam ser apresentadas na votação em plenário.


Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário