terça-feira, maio 23, 2017

Guarda Municipal aperfeiçoa técnicas e treinamentos na defesa do cidadão


A Secretaria Municipal de Defesa Social está realizando uma série de treinamentos com os guardas municipais de Várzea Grande. A cada mês, os agentes de segurança pública estão aperfeiçoando técnicas de abordagem, defesa pessoal e ações táticas. O treinamento serve para nivelar e padronizar as ações dos guardas municipais, que seguem atuando em defesa do bem-estar social. “A ideia é que a Guarda Municipal de Várzea Grande esteja ainda mais preparada para realizar o trabalho de prevenção nas ruas da cidade. O auxílio do município no processo de segurança pública é necessário e já ocorre em boa parte das cidades brasileiras”, destacou o comandante da Guarda Municipal, Evandro Homero Dias. 
O atual treinamento tratou da abordagem de pessoas que consomem álcool e drogas; em abril a capacitação foi sobre abordagem a crianças e adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade no município. A capacitação faz parte de um  conjunto de ações que gradativamente começam a ser implantadas no município para o enfrentamento e combate às drogas e álcool, objetivando identificar os focos de violência, além de encaminhar esses usuários a tratamentos em centros especializados. Durante os cursos os guardas têm aulas em módulos diferenciados que abordam cuidados comunitários, ética, abordagem em situação de risco e defesa de direitos humanos. O curso também passa noções de como enfrentar as drogas e o álcool com uma abordagem voltada para a questão da saúde pública.

Durante o treinamento foi apresentado um levantamento nacional sobre o uso de álcool e drogas, realizado pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), a qual revela que o consumo de álcool por adolescentes de 12 a 17 anos atinge 54% dos entrevistados e desses, 7% já apresentam dependência. O estudo também mostrou que entre jovens de 18 a 24 anos, 78% já fizeram uso de substâncias tóxicas e 19% deles são dependentes. As pesquisas apontam ainda que os jovens começam a beber cada vez mais cedo e que também tem crescido o número de meninas que ingerem álcool tanto ou mais que os meninos.

0 comentários:

Postar um comentário