quarta-feira, maio 31, 2017

Mato Grosso vai receber mais R$ 4 milhões para cirurgias eletivas


De acordo com informações da Agência Saúde, o estado de Mato Grosso vai receber cerca de R$ 4 milhões dos R$ 250 milhões já disponibilizados pelo Ministério da Saúde (MS) para realização de mutirões de cirurgias eletivas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Conforme portaria do Ministério da Saúde, a SES tem 30 dias para concluir o levantamento, lembrando que o recurso será disponibilizado pós produção, isto é, o pagamento é feito após as cirurgias.
O objetivo é ampliar o número de cirurgias, uma vez que esses procedimentos já são realizados na rotina de cada hospital. A medida visa garantir que os gestores consigam realizar mutirões, diminuindo o tempo de espera dos pacientes que aguardam na fila.
A fila única também estará vinculada ao CPF de cada paciente e o valor somente será pago ao gestor local após o procedimento ter sido efetivamente realizado.
Estão previstas entre as cirurgias eletivas procedimentos de média e alta complexidade como pequenas cirurgias, cirurgias de pele, tecido subcutâneo e mucosa; cirurgias das glândulas endócrinas; cirurgias do sistema nervoso central e periférico; cirurgias das vias aéreas superiores, da face, cabeça e pescoço; cirurgias oftalmológicas e oncológicas; cirurgias do aparelho circulatório e digestivo e cirurgias do aparelho osteomuscular.
O recurso extra será utilizado para ampliar o acesso e zerar as pendências de cirurgias eletivas no Brasil, mas cada gestão local (estados e municípios) deverá utilizar também os recursos regulares de média e alta complexidade, repassados pela pasta mensalmente para custeio de ações, serviços e procedimentos, incluindo as cirurgias eletivas, para todo o Brasil.

Em 2016, a pasta repassou aos estados e municípios o montante de R$ 45,2 bilhões e este ano, entre janeiro e maio, já foram R$ 19,4 bilhões.

0 comentários:

Postar um comentário