domingo, maio 14, 2017

Ministro do TSE diz há partidos que 'são quase banca de negócios'


O ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Herman Benjamin, disse que há alguns partidos que funcionam quase como “banca de negócios”. Benjamin, que é relator do processo que pode levar à cassação da chapa Dilma-Temer, defendeu mudanças no sistema eleitoral durante audiência pública sobre a reforma política na comissão especial instalada na Câmara.
Ele disse que existem pequenos partidos que são genuínos e existem pequenos partidos que são tudo, menos partidos. “Podem ser aglomerações familiares. Alguns são quase uma banca de negócios” disse ele, ao criticar a grande quantidade de legendas existentes no país – hoje são 35.
Na opinião do ministro, o modelo de doação empresarial falhou e é a “mãe do desastre” que o Brasil vive na esfera política.
“A solução que tínhamos da doação empresarial mostrou-se a mãe do desastre que vivemos hoje, que não é de ontem. Sabemos que há um custo, e que o sistema de pagamento empresarial falhou, criou um sistema perverso que colocou a classe política como um todo como se fosse em um ambiente de clandestinidade”.

O ministro do TSE defendeu mudanças no sistema eleitoral, dizendo que o atual não representa bem o eleitor, e disse que é preciso ter um novo modelo para financiamento de campanhas, que seja público.
Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário