quinta-feira, maio 11, 2017

Paulo Taques deixa Casa Civil do governo de Mato Grosso


O governador Pedro Taques anunciou nesta quinta-feira (11-05-15) a saída, a pedido, do advogado Paulo Taques da secretaria da Casa Civil. Paulo Taques, que estava no cargo desde o início do Governo, em janeiro de 2015, volta a se dedicar à sua atividade profissional na advocacia, inclusive reassumindo o papel de advogado pessoal de Pedro Taques.
O governador também anunciou a nomeação do atual adjunto da Casa Civil, José Adolpho de Lima Avelino Vieira, que também já atuava na secretaria desde o início do Governo, para suceder Paulo Taques. Os atos de exoneração e nomeação serão publicados no Diário Oficial do Estado que circulará nesta sexta-feira (12-05-17).
MISSÃO
Pedro Taques comentou que a missão que havia dado a Paulo Taques na Casa Civil – de organizar as rotinas e articulação internas do Governo e criar canais permanentes de amplo diálogo do Executivo Estadual com os demais poderes e a sociedade já foram cumpridas e que o próprio Paulo Taques havia lhe pedido para ficar na função por tempo determinado, já que não poderia se ausentar por muito tempo do seu escritório de advocacia para não prejudicar as causas de seus clientes.
“Eu quero aqui reconhecer o grande trabalho feito pelo secretário Paulo Taques na Casa Civil, nos ajudando muito a criar as condições necessárias para fazermos a transformação que nos propusemos a promover no Estado de Mato Grosso e na vida dos mato-grossenses. Agradeço muito ao comprometimento e a grande contribuição que o Paulo deu ao nosso Governo, mas compreendo suas necessidades profissionais. O Paulo continua sendo estratégico ao nosso Governo, e vai voltar a cuidar de vários processos judiciais do meu interesse”, frisou o governador.
Currículo do novo secretário
O novo secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho de Lima Avelino Vieira, tem 43 anos, é graduado em Administração e pós-graduado com MBA em Gestão de Pessoas e também em Inovação e Difusão Tecnológica. 

Ele atuou como assessor parlamentar, como fiscal do Conselho Regional de Administração de Mato Grosso e, desde janeiro de 2015, é secretário adjunto de Gestão Integrada e Modernização Institucional da Casa Civil. Em pouco mais de dois anos à frente da função, assumiu interinamente a chefia da Casa Civil em quatro oportunidades na ausência do titular da pasta.


Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário