sábado, maio 13, 2017

Ponte de Santana é o primeiro passo para novo rodoanel entre Cuiabá e Várzea Grande


Neste sábado (13-05-17), antevéspera do aniversário de 150 anos de Fundação de Várzea Grande, a comunidade do São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho comemoram o resgate de sua tradição e cultura com o retorno do acesso e interligação com as comunidades da região. Mais de 4 mil moradores vão se beneficiar nesse primeiro momento com a nova ponte em concreto armado que foi entregue nesta manhã pela prefeita Lucimar Sacre de Campos.
  
A obra que hoje apenas tira comunidades de um isolamento de quase oito anos, promete ser uma obra de futuro, sendo o pontapé inicial para a construção de um novo rodoanel já projetado para interligar Cuiabá e Várzea Grande, a partir da região do Coxipó com acesso pela Ponte Sérgio Motta, na Capital, até a rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande, de onde os motoristas terão a opção de cortar as cidades e atingir o sul e norte do Estado.

Com recursos próprios foram investidos R$ 600 mil para execução da ponte, uma monovia de 20 metros e 5,5 metros de largura. Antes dela não havia interligação sobre o córrego de Santana, apenas um desvio para pedestres.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos, durante o ato de entrega da ponte, assinou ainda a ordem de serviços para execução do projeto de pavimentação asfáltica interligando aos bairros São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho e lançou as obras de reconstrução total da nova Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) ‘Antônio Lino de Campos’, também beneficiando as duas comunidades.  “Chegou ao fim o isolamento de quase oito anos da comunidade do São Gonçalo Beira Rio e Carrapicho, que por falta de uma ponte, um acesso que interligasse a comunidade ao resto da cidade, estava privada de segurança, atendimento à saúde, educação e até mesmo, inibindo a continuidade da vocação econômica local, enraizada na cultura que passou de geração para geração, baseada na pesca e na horticultura, uma ação de apenas 48 dias, do projeto à conclusão das obras resgatou a tradição de toda uma história que se confunde com a com a própria historia de fundação do Município”, pontuou a prefeita.

A prefeita destacou ainda a importância do resgate da credibilidade da gestão municipal e apontou que atua em todos os sentidos, desde a garantia do mais legítimo direito de ir e vir das pessoas, passando pela unidade escolar que no passado foi a responsável pela educação de todos os moradores da região e que agora voltará a receber filhos e netos dessa geração, assegurando a dignidade, o respeito e o direito à educação. “Vamos, ainda neste mês, dar sequência ao nosso projeto de reconstrução de escolas. Já fizemos isso em oito unidades e essa será a primeira unidade do campo a ser totalmente reformada, atendendo aos padrões do Ministério da Educação”.

Serão investidos em parceria (recursos próprios e federal), cerca de R$ 1 milhão para a reconstrução da unidade que contará com quatro salas de aulas, para atender cerca de 120 alunos da Educação Infantil às séries iniciais do Ensino Fundamental.


Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário