domingo, maio 14, 2017

Sesp lamenta morte de tenente e o considera herói do combate ao crime


A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) lamenta a morte do tenente Carlos Henrique Scheifer, de 27 anos, alvejado em pleno exercício da função. Ele foi baleado no abdome durante confronto com suspeitos de assalto a banco na zona rural de Matupá, no Norte do estado.
O tenente Scheifer começou a carreira no Grupo Especial de Fronteira (Gefron), onde ficou por dois anos. A Sesp ressalta que ele teve uma postura brilhante, foi correto nas atitudes e sempre buscou trabalhar de forma integrada com a Polícia Civil e a Polícia Federal. No Gefron, ele também é lembrado por ter sido um oficial jovem que ouvia os conselhos dos praças mais velhos. A tropa havia feito uma despedida para ele na última quarta-feira (10.05), em Porto Esperidião, pois ele já estava no Batalhão de Operações Especiais (Bope), onde sempre sonhou atuar. Para a Sesp, ele se tornou agora um herói da Polícia Militar, ao tombar em combate.
O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, ressalta a brilhante atuação do militar em sua carreira e a tristeza pela perda do tenente. “Era uma pessoa a quem todos respeitavam, tinha uma história belíssima no Gefron, onde esteve nos últimos dois anos. Perdemos um profissional de altíssima qualidade e que era apaixonado pela profissão”.
Ao deixar os companheiros do Gefron, ele escreveu uma carta, se despedindo da função na fronteira: “Bom dia Srs. queria agradecer a todos irmãos da fronteira por esses dois anos em que estive neste seleto grupo de homens dedicados, leais e honrados, dias de muita  labuta, aprendizados e alegrias. As amizades construídas, tenho agradecimento especial pelo sentimento familiar fortalecido pelas várias jornadas ombreadas e marcadas pela camaradagem e lealdade. Espero ter contribuído para o engrandecimento desta organização que goza de imenso prestígio social e institucional. Felizmente consegui almejar um objetivo pessoal e profissional, com apoio de todos Srs. e nosso Comandante, os quais sempre me davam força para continuar, apesar dos ‘não’ recebidos durante a caminhada e os obstáculos enfrentados. Que o Poderoso Deus possa abençoar cada um dos Homens de Honra que envergam essa farda camuflada e sempre se mantenham no caminho do bem, da lealdade e camaradas aos vossos pares, subordinados e superiores. Estarei sempre a disposição na nova casa (Casa dos Homens de preto) FRONTEIRA!”

2 TEN SCHEIFFER CAV 06”.
GCom

Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário