segunda-feira, maio 08, 2017

Vereador Abilio Junior se diz preocupado e esperançoso com o andamento das obras do novo Pronto Socorro de Cuiabá


O hospital e pronto socorro de Cuiabá está sendo construído em um terreno de 20 hectares no bairro Ribeirão do Lipa e contará com 320 leitos, sendo dividido em três setores com leitos, centro de diagnósticos e ambulatorial, além de estacionamento para 444 carros e um heliponto.

A unidade, que terá acessos pela Avenida Miguel Sutil e pelo bairro Despraiado, recebeu na manhã desta segunda-feira (08-05-17) visita técnica foi feita por vereadores da Câmara Municipal, para checar os trabalhos de construção. Com aproximadamente 33% concluso, o andamento da obra foi considerado pelo vereador Abilio Junior (PSC) como “preocupante e esperançoso”.

“Conseguimos ver que ainda há muito para ser feito. E isso é bastante preocupante, já que há um prazo para a entrega em abril do ano que vem, quando será comemorado os 299 anos da cidade. Mas, na atual condição econômica do Estado e do Município, será que a população irá receber uma obra de qualidade, já que faltam concluir a parte elétrica, hidráulica e demais obras de acabamento? Porque, o que vimos aqui é uma fachada ‘bonitinha’, ‘arrumadinha’, mas por dentro, falta muita coisa ainda”, questionou Abilio.

Segundo o parlamentar, se, adiante, não houver um compromisso real dos Poderes Executivos Municipal e Estadual com o repasse dos recursos, o andamento da obra ficará totalmente prejudicado. “Mas, vejo com bons olhos, que há um interesse mútuo entre os Governos (Estadual e Municipal), assim como da própria concessionária, de entregar essa importante obra para o cidadão, o que nos deixa bastante esperançoso também”, avaliou Abilio.

A construção do novo Pronto Socorro de Cuiabá é uma parceria firmada entre o Governo do Estado, que, até o final, deve custear cerca R$ 50 milhões e a Prefeitura de Cuiabá, devendo investir aproximadamente R$ 29 milhões.

Dana Campos
Foto Hozzeander Antonio

Click aqui para ler  notícias da primeira página

0 comentários:

Postar um comentário