domingo, junho 18, 2017

Governo do estado decreta luto oficial pela morte do professor Aecim Tocantins


Morreu nesta madrugada deste aos 94 anos o professor Aecim Tocantins, que, pelo conjunto de serviços prestados à sociedade cuiabana, deu nome ao ginásio poliesportivo que faz parte do complexo da Arena Pantanal.

O velório está acontecendo desde 8h na Capela Jardins – Sala Orquídeas e o sepultamento será ainda hoje.

Ele estava lúcido e aparentemente com saúde, mas foi internado na última quinta-feira (15) e submetido a um procedimento, sendo encaminhado à UTI. Nesta madrugada, não resistiu e faleceu.

Aecim Tocantins, considerado figura ilustre da sociedade cuiabana, foi prefeito, vice-prefeito e vereador de Cuiabá. Foi também o primeiro presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso, secretário Geral do Estado, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso e conselheiro do Tribunal de Contas. É casado, pai de dois filhos e tem quatro netos.

No final da manhã, o governador Pedro Taques (PSDB) emitiu nota de pesar.

Veja a íntegra da nota.

“O governador Pedro Taques recebeu com pesar a notícia da morte do professor Aecim Tocantins, ocorrida na madrugada deste domingo (18.06) em Cuiabá. Em homenagem ao professor pelos relevantes serviços prestados à capital e ao Estado, Taques vai decretar luto oficial em Mato Grosso.

“Aecim foi um homem íntegro, que amava Cuiabá e Mato Grosso. E foi com essa paixão, aliada à sua formidável determinação e inteligência, que contribuiu para o crescimento da cidade e do Estado ocupando inúmeras funções públicas”, disse o governador Pedro Taques.

Professor, como gostava de ser chamado, Aecim Tocantins também era contador. Na política, foi vereador por Cuiabá e presidente da Câmara da capital. Por duas oportunidades ocupou o cargo de prefeito de Cuiabá. Foi secretário de Interior, Justiça e Finanças do Governo do Estado, secretário-chefe da Casa Civil e conselheiro do Tribunal de Contas.

No fim da década de 70, Aecim Tocantins foi indicado pelo governador José Garcia Neto para defender os interesses de Mato Grosso na Comissão Especial de Divisão do Estado, que levou à criação, por parte do Governo Federal, do Estado de Mato Grosso do Sul.

“Aecim Tocantins foi um homem público notável e deixou indeléveis marcas nos cargos públicos que ocupou. Eu o conheci pessoalmente, pois era amigo do meu avô Enio Vieira. Foram companheiros de lutas políticas travadas em favor da boa causa pública e dos mais altos interesses de Mato Grosso”, disse o secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho Vieira. “Consigno aqui, de modo especial, meus votos de pesar a sua esposa, dona Célia, e seus filhos, especialmente ao amigo Mario Luis”, completou José Adolpho.

“Que a família Tocantins receba nossas condolências e que tenha forças para superar esse momento de tristeza e dor”, concluiu o governador.


Aecim Tocantins tinha 94 anos. O velório é realizado na Capela Jardins, em Cuiabá.”


0 comentários:

Postar um comentário