quarta-feira, junho 28, 2017

Polícia Civil realiza fiscalização em postos de combustíveis de Cuiabá e Várzea Grande


A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor, está realizando trabalho de fiscalização de postos de vendas de combustíveis em Cuiabá e Várzea Grande. A Decon informa que já fiscalizou 11 postos de combustíveis, nas duas cidades e cinco pessoas foram conduzidas para prestar esclarecimentos.
O objetivo, segundo a Decon, é detectar uma fraude que lesa diversos consumidores e passa imperceptível para a maioria, o posto “Clone”.
Três postos foram considerados clones, sendo dois Amazônia 4 e 5, que usam identificação do Posto BR (Petrobrás) e o Via Brasil, que utiliza em sua fachada a marca Shell. Outra irregularidade observada pelos policiais, fiscais e técnicos é a qualidade do combustível e outras fraudes cometidas nas bombas de abastecimento.
Por conta das duas principais fraudes, a operação foi batizada de “Clone” e “De Olho na Bomba”. São duas operações em uma só, conforme explicou o delegado Antônio Carlos de Araújo sobre a metodologia de trabalho desenvolvida nesta semana nas redes de postos de combustíveis.
Denúncias começaram a ser averiguadas há seis meses, constatando algumas das irregularidades que agora estão sendo confirmadas pelos técnicos, principalmente da ANP e o IPEM, como o chamado posto "Clone" e a "Bomba Baixa".

Posto “Clone” é o estabelecimento que utiliza cores, padronização na fachada, uniformes e demais itens de comunicação visual de redes de marcas de credibilidade do público, como, por exemplos, postos BR (Petrobrás) e Shell, amplamente conhecidos dos consumidores. A diferença está no combustível vendido ao cliente, que não têm a mesma qualidade da marca apresentada, sendo oriundo de outra distribuidora.

0 comentários:

Postar um comentário