quarta-feira, junho 14, 2017

Silval e Silvio Corrêa deixam prisão e vão ser monitorados por tornozeleiras eletrônicas


O ex-governador Silval Barbosa, preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) desde o dia 17 de setembro de 2015, voltou pra casa, depois de 21 meses de prisão. Ele ganhou a liberdade, vigiada por tornozeleira eletrônica, por volta das 20h20 de ontem (terça-feira 13-06-17). Silval deixou o CCC dentro de uma caminhonete, sob escolta policial e não falou com a imprensa que fazia plantão desde a tarde no local.

A juíza Selma Rosane Santos Arruda, titular da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, foi quem determinou a soltura do ex-governador. Silval não foi o único a ganhar liberdade, com ele também saiu o seu ex-chefe de gabinete, Silvio César Corrêa Araújo. Ambos tiveram a prisão decretada em virtude da "Operação Sodoma" e suas fases. Agora, eles vão cumprir prisão domiciliar e já estão sob vigilância eletrônica.

Silval é apontado como o chefe de uma organização criminosa que atuava em diferentes esquemas de corrupção e desvio de milhões de reais dos cofres do Estado desde 2010 quando deixou de ser vice-governador e assumiu o posto de governador com a saída do então governador Blairo Maggi (PP) para disputar uma vaga de senador.

Silval e Silvio  teriam confessado crimes pelos quais respondem em inquérito que foram juntados ao pedido de revogação. Além da confissão, o ex-governador ofereceu R$ 46,6 milhões em bens. O seu ex-chefe de gabinete Silvio Corrêa, que também foi beneficiado com prisão domiciliar, ofereceu como garantia um imóvel avaliado em R$ 472.9 mil.
Dentre os esquemas de corrupção que Silval é acusado de chefiar, estão a compra de imóveis em valores superfaturados, cobrança de propina de empresários para manter contratos com o Estado e também para se beneficiar de incentivos fiscais por meio do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic).

0 comentários:

Postar um comentário