segunda-feira, junho 26, 2017

Várzea Grande amplia investimentos na Saúde


Mesmo ainda apresentando deficiência por causa do excesso de atendimentos à pacientes de outros municípios, Estados e até mesmo de países vizinhos como a Bolívia, Várzea Grande caminha de forma decisiva para consolidar uma das áreas mais essenciais no atendimento a população que é a Saúde Pública.
“Melhoramos e muito. Avançamos em todos os setores da Saúde Pública de Várzea Grande, mas não é a Saúde que considero como ideal. Vou perseguir de forma incansável o critério de excelência e de atendimento para todos que procurarem as unidades públicas de nossa cidade”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos.
Mesmo sob um cenário de incertezas, especialmente em relação à dinâmica da economia local e nacional, a prefeitura de Várzea Grande ampliou em 44% os investimentos na área da Saúde. Neste primeiro quadrimestre de 2017 foram aplicados R$ 40,54 milhões de recursos próprios, do Estado e da União, contra R$ 28,01 milhões em igual período do ano passado.
Outro importante avanço na gestão da Saúde Pública Municipal pode ser mensurado por outro indicador, o volume de recursos próprios que se aproxima do total efetivado pela União. De janeiro a abril deste ano a prefeitura investiu, em recursos próprios, R$ 15,54 milhões, enquanto o Ministério da Saúde destinou R$ 16,69 milhões. Em igual período acumulado de 2016, por exemplo, a diferença era maior, já que o desembolso municipal foi de R$ 11,18 milhões e da União, R$ 13,15 milhões.
Ainda estratificando a origem dos recursos, o Estado surge elevando seus aportes, que passaram de R$ 3,67 milhões no primeiro quadrimestre do ano passado para atuais R$ 8,65 milhões. Esses e outros dados que aferem a evolução da rede municipal de saúde foram apresentados em Audiência Pública de divulgação do primeiro relatório quadrimestral da Pasta, no auditório da Câmara de Vereadores.
Ainda avaliando os números, a prefeita reforçou que o compromisso e a seriedade com que a gestão vem cuidando da Saúde, motivaram a atenção do Estado para o Sistema Único de Saúde (SUS) de Várzea Grande. “Tratamos a gestão do Município com zelo e responsabilidade e isso proporciona segurança e confiança ao Estado na hora de aplicar recursos na nossa Saúde. Mostramos a cada dia que a Saúde de Várzea Grande tem grande importância dentro de todo esse segmento em Mato Grosso e que está a cada dia se tornando mais resolutiva”.
O secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes, reforça que o “desafio de ir melhorando o atendimento de saúde na cidade passa pela reestruturação física, de pessoal, de procedimentos, de logística, para que assim haja de fato mudanças na vida da população, especialmente preconizando a prevenção. Melhorar a Rede Básica tem sido nosso objetivo e os números que vemos aqui confirmam que estamos na direção correta”.
O avanço observado no relatório, como destaca a prefeita, se deu com controle de gastos e a otimização das despesas. “No primeiro quadrimestre do ano passado os serviços de saúde custaram ao Município R$ 28,19 milhões e nesse mesmo período deste ano foram aumentados para R$ 36,47 milhões, ou seja, cresceram 29,35%. Mesmo com incremento e reforço nas unidades, especialmente com mão de obra, a despesa cresceu menos do que as receitas e os investimentos que realizamos no período, obtiveram uma expansão de 44%”, disse Lucimar Sacre de Campos.

O relatório está disponível no Portal Transparência da prefeitura de Várzea Grande.

0 comentários:

Postar um comentário