quinta-feira, julho 13, 2017

Bens inservíveis do Estado são reabilitados por reeducandos


Uma parceria entre a Secretaria de Estado de Gestão (Seges), por meio da Secretaria Adjunta de Patrimônio, e a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) possibilitou a doação de cerca de 50 itens mobiliários e de tecnologia da Seges, para conserto e reaproveitamento pelos reeducandos do sistema prisional.
Itens como mesas, cadeiras, armários, grades de ferro, micro-ondas, geladeiras e televisões foram doados no mês de junho para que detentos do Centro de Ressocialização de Cuiabá – Carumbé, e da Colônia Penal Agrícola das Palmeiras, em São Vicente, façam o reaproveitamento.
A intenção é gerar economia de recursos públicos, já que bens que estavam inutilizados retornarão ao uso, além de possibilitar o aprendizado dos envolvidos nas atividades. Funcionam nas unidades prisionais 17 frentes de trabalho de manutenção e reabilitação de bens.
Conforme o gerente de Patrimônio Mobiliário da Seges, Edir Benedito Barreto Junior, esta é uma ação inédita da Seges. Além da doação, o órgão está elaborando um leilão para arrecadar recursos com a venda de lotes de outros bens inservíveis.
“São bens que não atendem mais o Estado, então, de cinco itens eles montam praticamente dois, mas isso é algo muito positivo. Além de dar destinação para os bens, ainda incentivamos a ressocialização”, explica o gerente sobre a parceria com o sistema prisional.



 

0 comentários:

Postar um comentário