terça-feira, julho 11, 2017

Governo do Estado lança plano de combate às queimadas nesta quarta-feira


O Governo do Estado lança, nesta quarta-feira (12-07-17), às 15h, o ‘Plano integrado de ações de prevenção e combate às queimadas e aos incêndios florestais em Mato Grosso para 2017’ e, paralelamente, de intensificação das campanhas de fiscalização ao desmatamento ilegal. O lançamento ocorre no Parque Estadual Massairo Okamura, onde fica a base do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), em Cuiabá.
O período proibitivo deste ano começa no sábado (15-07-17) e segue até 15 de setembro, podendo ser prorrogado devido às condições climáticas. Nos últimos dois anos, a proibição seguiu até outubro.
Na mesma ocasião, também será feito o lançamento do 5º Curso de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais, com a previsão de formação de 39 bombeiros, que atuarão na formação de 650 brigadistas civis, dos quais 130 serão empregados diretamente nas brigadas municipais mistas.
O anúncio do cronograma de trabalho será feito pelas instituições que compõem o Comitê do Fogo de Mato Grosso e envolve ações de prevenção, fiscalização e combate na Capital e nos municípios do interior. Entre elas, estão a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Corpo de Bombeiros Militar.
De 1º de janeiro a 30 de junho, Mato Grosso já registrou 5.165 focos de calor, montante 23,8% inferior ao contabilizado no mesmo período do ano passado, que chegou a 6.785 focos de calor. Na Amazônia Legal, a redução chega a 41%, com um decréscimo de 19.170 para 11.296 focos de calor no mesmo período.

Apesar das reduções nos focos de calor, o estado ainda ocupa primeiro lugar no ranking dos nove estados amazônicos, seguido por Tocantins (2.311), Maranhão (1.407) e Pará (1.121). Isso serviu de alerta para o Governo do Estado reforçar a estrutura de trabalho e os investimentos, que devem chegar a R$ 3 milhões, entre recursos do Comitê do Fogo, que é presidido pela Sema, e Corpo de Bombeiros. O valor representa quase o dobro de investimentos do ano passado.

 

0 comentários:

Postar um comentário