segunda-feira, julho 31, 2017

Ministério Público destina recurso de ação civil para construção de biblioteca no Liceu Cuiabano


O Ministério Público Estadual (MPE) destinou R$ 135,3 mil para serem investidos na Escola Estadual Maria de Arruda Muller, o Liceu Cuiabano, para a construção de uma nova biblioteca neste ano. O espaço de leitura e pesquisa beneficiará os 1.600 alunos matriculados na unidade.

O montante é proveniente de um processo judicial que teve parecer favorável e cuja ação foi movida pelo Ministério Público do Estado (MPE)
contra uma instituição privada de ensino superior de Cuiabá, referente ao reembolso de diferenças cobradas nas mensalidades dos alunos no início da década de 1990.

Diante da solicitação do MPE, o juiz Luís Aparecido Bortolussi Júnior, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, entendeu ser perfeitamente possível atender ao pedido do Ministério Público, uma vez que o dano causado foi no âmbito da educação e que, portanto, “nada mais justo que a reparação se dê nessa área”.

O diretor do Liceu Cuiabano, Alceu Trentin, garantiu que a construção da nova biblioteca é a realização de um sonho para a escola, que completa 138 anos em dezembro deste ano.

A sala que a unidade tem hoje é pequena, segundo Trentin, e não comporta a quantidade de alunos que precisam do espaço para ler e estudar. 


De acordo com o projeto apresentado pela direção da escola ao MP, por se tratar de um prédio histórico do Estado, a proposta prevê a instalação de contêineres no pátio interno da escola, com área equivalente a 65m², quase o dobro da atual, e que permitirá o acesso adequado e com conforto para 40 estudantes simultaneamente.​​


 

0 comentários:

Postar um comentário