segunda-feira, agosto 28, 2017

Hospital Geral promove campanha do Agosto Dourado



Em comemoração ao Agosto Dourado, mês dedicado ao aleitamento materno, a Residência Multiprofissional do Hospital Geral está promovendo hoje e amanhã – dias 28 e 29 de agosto -  uma ação educativa. Este ano o lema da campanha é "Amamentar ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você".

A iniciativa pretende mostrar a importância da amamentação tanto para a criança, quanto para a mãe e sua família.  

De acordo com a fonoaudióloga do Hospital Geral, Carla Meliso a amamentação é um momento de ouro na vida das mães e, por isso, a cor dourada foi escolhida para representar a campanha. “O ato de amamentar é intransferível, só a mãe pode fazer, mas ela precisa do apoio da família. A recompensa vem a curto, médio e longo prazo com a criança muito mais saudável”, completa.

“O leite materno é rico em nutrientes e sais minerais necessários para os bebês consumirem durante os primeiros seis meses de vida, fortalecendo o sistema imunológico e, assim, evitando o adoecimento dos pequenos. Além disso, o ato de amamentar é fundamental tanto para a criança como para a mãe. É nesse momento que o vínculo afetivo entre mãe e filho é fortalecido, garantindo o desenvolvimento emocional e um crescimento saudável da criança”, afirmou o responsável médico da UTI Neotanal, Afrânio Batista.

Afrânio salientou a importância de conscientizar toda a sociedade sobre os benefícios trazidos pela amamentação. “As mamães devem ser incentivadas a realizar o ato de amamentar em todos os lugares, sejam eles públicos ou privados. No ambiente de trabalho, deve ser garantido o direito de as mães amamentarem seus filhos durante os seis primeiros meses de vida”, destacou.

A amamentação também traz benefícios para as mulheres, contribuindo para voltar o útero ao tamanho normal e protegendo contra o câncer de mama e de ovário.

De acordo com o Ministério da Saúde, o aleitamento materno é uma das medidas mais efetivas para evitar a mortalidade infantil. Estima-se que a amamentação poderia evitar 13% das mortes em crianças menores de cinco anos em todo o mundo, por causas preveníveis.


O responsável pelo Banco de Leite Humano, Marcus Vinícius pede para que as mães saudáveis e com leite excedente façam doações para ajudar o hospital, pois muitas crianças necessitam deste alimento. "O nosso estoque está muito abaixo do esperado, hoje contamos com apenas 7 litros de leite quando o necessário para suprir a demanda regular são 40 litros".

Ascom

 

0 comentários:

Postar um comentário