sexta-feira, agosto 04, 2017

Jornal Folha de S. Paulo diz que em delação Silval envolve Maggi, Cidinho e Wellington, além de deputados e até conselheiros do TCE


A matéria da Folha, assinada pelas jornalistas Bela Megale e Letíca Casado, diz que em acordo de delação premiada, o ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB) relatou que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), participou da montagem de um esquema para liberar dinheiro de precatórios (dívidas decorrentes de sentenças judiciais) estaduais em troca do apoio de parlamentares do Estado. O fato, de acordo com o delator, teria acontecido ao fim da gestão de Maggi como governador do Estado (2003-2010).

O acordo de colaboração de Barbosa foi assinado há cerca de dois meses com a PGR (Procuradoria-Geral da República) e aguarda homologação do ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal).
O ministro Luiz Fux chegou a dizer, na quarta-feira (02-08-17), que a delação premiada do Silval Barbosa é “monstruosa”.  “Essa é monstruosa, depois da Lava Jato é a maior operação. Silval trouxe material, mas não foi homologada ainda”, disse o ministro a jornalistas, mas se recusou a dar detalhes.

Além do ministro Blairo Maggi, ele aponta os senadores do Estado Wellington Fagundes (PR) e Cidinho Santos (PR) - suplente de Maggi, também são alvos da delação. Eles são acusados de ter se beneficiados de recursos ilícitos.
De acordo com a Folha, Silval aponta também ao menos mais três deputados federais. Ele diz ainda que entregou dinheiro à conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. E efetuou pagamentos mensais a deputados, uma espécie de “mensalinho”. 
Leia a matéria  na íntegra clicando  Aqui


 

0 comentários:

Postar um comentário