quarta-feira, agosto 30, 2017

Uso indevido de maquinário leva prefeito e secretário de Obras de Jangada pra cadeia


Uma denúncia encaminhada a Promotoria de Justiça de Rosário Oeste, circunscrição judiciária que engloba o município de Jangada, e investigada pela Polícia Judiciária Civil (PJC), levou para a cadeia o prefeito e o secretário de Obras jangadenses.
O prefeito Ederzio de Jesus Mendes (PSB), o "Garrincha", o secretário municipal de Obras, Marcos Antonio Bernadino, e mais 2 funcionários municipais, foram presos na manhã desta quarta-feira (30-08-17), acusados de usar maquinário público em obra particular.
Os quatro vão responder por "apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio", de acordo com decreto lei 201.
A denúncia informava que o arrendamento do curtume Jangada, localizado em Acorizal (62 km ao Norte), estaria há mais de 30 dias utilizando irregularmente uma pá-carregadeira e a patrola da Prefeitura de Jangada, prejudicando obras em benefícios dos moradores do município, que havia pedido que o maquinário fosse empregado em uma comunidade rural e não foram atendidos, sem maiores explicações.
O maquinário da Prefeitura de Jangada foi encontrado na área do curtume, localizado em Acorizal. No local foram encontrados os dois funcionários: Otoniel Firmo da Cunha, 29, e Deomar Rocha Azambuja, 47, que trabalhavam no beneficiamento da área.
Durante a abordagem, um dos funcionários informou que trabalhavam na área a mando do prefeito de Jangada, Ederzio. Outra máquina que era usada no local também foi confirmada pertencer a Prefeitura de Jangada.

Diante do flagrante, a equipe policial liderada pelo delegado Walter de Melo Fonseca Junior, foi até a Prefeitura de Jangada, e deram voz de prisão ao secretário de Obras do município, Marcos Antonio e ao prefeito Garrincha.
 

0 comentários:

Postar um comentário