terça-feira, setembro 12, 2017

Na casa dos horrores sessão é cancelada por falta de quórum; 17 vereadores faltaram ao trabalho.


A manhã desta terça-feira (12-09-17) começou confusa na Câmara Municipal de Cuiabá. A ausência de 17 parlamentares impediu a abertura da sessão ordinária por falta de quórum, que exige a presença de, no mínimo, um terço dos vereadores, totalizando nove parlamentares – mas somente oito estavam presentes.

Apesar de não justificarem a ausência, a maioria dos vereadores que não foi à sessão desta terça-feira forma a base aliada do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), contra o qual existe em aberto, na Câmara Municipal, a propositura da criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

A abertura da CPI visa investigar a quebra de decoro do chefe do Poder Executivo Municipal, por suposta participação em esquema de corrupção, enquanto Emanuel era deputado estadual.

Para abrir a CPI são necessárias nove assinaturas e até agora somente seis vereadores assinaram. 

O vereador Elizeu Nascimento (PSDC) sinalizou que seria o sétimo parlamentar a assinar, na sessão desta terça-feira. Este, conforme os oito parlamentares presentes na sessão de hoje, foi o motivo para que os demais 17 parlamentares se ausentassem da sessão ordinária.

Para o vereador Gilberto Figueiredo, líder do PSB na Câmara Municipal, o cenário foi lastimável. “Mesmo estando presentes na Câmara, alguns vereadores evitaram a realização da sessão. Nem sequer deram uma justificativa aos vereadores presentes. Acredito que isso seja uma falta de respeito com os pares e, principalmente, com a população”.


O que justificaria a ausência de tantos vereadores em uma sessão ordinária? $$$$ 
 

0 comentários:

Postar um comentário