domingo, outubro 29, 2017

Temporal provoca estragos em unidades publicas de Várzea Grande

O temporal que desabou sob Várzea Grande neste sábado (28-10-17)  provocou uma série de transtornos na cidade e também em unidades da administração pública municipal.

A força dos ventos deixou mais de 17,5 mil pessoas sem energia elétrica, com o tombamento de postes de distribuição. Entre os meses de setembro e outubro pelo menos outros duas fortes ventanias com chuvas causaram prejuízos para milhares de pessoas.

Duas unidades de saúde, O Complexo de Especialidades em Saúde – CES, mais conhecido como Postão, no centro da cidade e a Unidade Básica de Saúde - UBS que atende aos bairros Ouro Verde e São Simão, além de cinco escolas municipais sofreram diversas avarias.

Nenhuma destas unidades funcionam durante o fim de semana, mas alguns terão seu funcionamento a partir de amanhã ou suspenso ou comprometido em parte.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos visitou as unidades atingidas pelas chuvas e reuniu uma frente de trabalho envolvendo principalmente as Secretarias de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, além da Secretaria de Obras e Viação para em conjunto com as pastas de Saúde e Educação promoverem os reparos emergenciais necessários. “Primeiro de tudo necessitaremos de levantamentos de custos e de serviços emergenciais para poder no mais curto espaço de tempo voltar os atendimentos. Aonde não for possível retomar o atendimento a população, os serviços serão transferidos para outras unidades ou então serão alugados espaços enquanto perdurarem as obras de reforma geral”, disse Lucimar Sacre de Campos.

Na área de saúde, a pior avaria foi no Complexo de Especialidades em Saúde – CES que não poderá inicialmente funcionar muitas de suas dependências que ficaram extremamente danificadas. Outra unidade afetada, mas que funciona dentro do Complexo de Especialidades em Saúde – CES, é o Centro de Especialidades em Reabilitação – CER, que também ficará paralisado até que seja possível verificar outro lugar para funcionamento ou mesmo obras que permitam o funcionamento mesmo que de forma precária até a reforma total do imóvel que é alugado pela administração municipal que já se reuniu com o proprietário para a tomada de providências.

O titular da pasta de Educação, Silvio Fidélis assinalou que apesar de cinco unidades escolares terem algum tipo de avaria, nenhuma delas será obrigada a paralisar suas atividades, enquanto se promovem os reparos necessários.

O secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes sinalizou que entre sábado a noite e durante parte do domingo foram retiradas mais de 50 árvores derrubadas, fora outros tipos de pedidos da população relativos a muros caídos ou galerias pluviais entupidas pelo excesso de lixo provocado por ventanias e por folhas das árvores.

0 comentários:

Postar um comentário