quinta-feira, novembro 16, 2017

Apoiadores de Emanuel conseguem postos na CPI do Paletó, um deles é de relator


Já estava mais do que claro que a debandada dos vereadores da base do prefeito Emanuel para assinar a criação da já sacramentada Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, tinha um fim especifico, tornar inviável ou minar qualquer tentativa de investigação mais profunda do envolvimento do prefeito no esquema de “mensalinho” pago pelo ex-governador Silval Barbosa aos deputados, em troca de “apoio”.

Emanuel foi filmado recebendo pacotes de dinheiro que nem cabiam no bolso de seu paletó, chegando um dos maços a cair no chão.

Quando a CPI já tinha a garantia de assinaturas necessárias para sua instalação, vereadores que antes se negavam a colocar as suas assinatura para oficializar o requerimento da comissão, correram para assina-la e assim estarem de olhos abertos, em defesa do prefeito.

Isso se comprovou.

A base do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) na Câmara de Vereadores conseguiu emplacar o relator e o membro da (CPI) que irá apurar suposta quebra de decoro por parte do prefeito.

A relatoria da comissão será ocupada por Adevair Cabral (PSDB), enquanto que Mario Nadaf (PV) será membro. Nadaf é ferrenho escudeiro do Emanuel, assim como Adevair, apesar dele jurar de pés juntos que é oposição... então tã!.

A presidência fica a cargo do vereador Marcelo Bussiki (PSB), que é oposição a Emanuel. Ele foi o autor do requerimento que propôs a investigação e, pelo Regimento Interno da Casa, cabe a ele comandar os trabalhos.

A definição ocorreu durante uma reunião do Colégio de Líderes, realizada na Presidência da Câmara, na manhã desta quinta-feira (16-11-17).


Depois não querem que chamem a Câmara de “Casa dos Horrores”. 

0 comentários:

Postar um comentário