sábado, novembro 11, 2017

Armas aprendidas em Mato Grosso foram inutilizadas e agora serão derretidas em siderúrgica no Mato Grosso do Sul

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) encaminhou mais de 10 mil armas e 30 mil munições, recolhidas de janeiro a novembro deste ano, nas 79 comarcas do Estado para serem destruídas. O procedimento de destruição se deu nesta sexta-feira (10-11-17) e foi realizado pelo Exercito Brasileiro, no 44° Batalhão de Infantaria Motorizado, no Bairro Goiabeiras.
 As armas são oriundas de processos criminais e que atendem a Lei nº 10.826 (Estatuto do Desarmamento). Elas serão encaminhadas para o Exercito Brasileiro para a destruição e outras 14 - em bom estado - serão doadas à Polícia Militar.
Para reunir mais de 10 mil armas, foi designada uma ‘força tarefa’ com o objetivo de recolher e dar encaminhamento ao material bélico apreendido em processos.
O Exército Brasileiro é o responsável pelo SFPC, setor que tem o dever de dar destinação correta para armas e munições apreendidas pelas autoridades. Como em Mato Grosso não há siderúrgicas, as armas já inutilizadas são escoltadas e encaminhadas ao estado vizinho, Mato Grosso do Sul. O destino e a data não são divulgados por motivos de segurança.

Com informações da Ascom



0 comentários:

Postar um comentário