quarta-feira, novembro 29, 2017

Grêmio se livra de trauma argentino e conquista o tri da Libertadores


Com uma atuação muito boa na etapa inicial e uma dose de sofrimento no segundo tempo, o Grêmio venceu o Lanús por 2 a 1 nesta quarta-feira (29-11-17), no estádio La Fortaleza, na Argentina, na segunda partida da decisão, e conquistou o tão sonhado tricampeonato da Libertadores.
O time gaúcho tinha a vantagem do empate após vencer o jogo de ida por 1 a 0, realizado há uma semana, em Porto Alegre.
Com o título, o clube tricolor igualou o Santos e o São Paulo como os maiores vencedores da principal competição sul-americana. Três cada.


A vitória sobre um rival argentino também tem um gosto especial para o time gaúcho.

Campeão da competição em 1983 e 1995, quando venceu o Peñarol, do Uruguai, e Atlético Nacional, da Colômbia, a equipe havia perdido as duas decisões da competição que fez contra clubes do país vizinho. Em 1984 e 2007, foi derrotado na final para Independiente e Boca Juniors, respectivamente, ambos da Argentina.
A conquista foi a primeira de um time brasileiro em solo argentino desde 1963, quando o Santos, de Pelé, passou pelo Boca.
Desde então, as equipes brasileiras foram vice-campeãs quando decidiram nas arenas argentinas. São Paulo (1974), Cruzeiro (1976), além do próprio Grêmio (1984), tiveram a chance, mas não conseguiram.
O título também coloca o fim a um jejum de quatro anos do país na competição. O último brasileiro campeão do torneio foi o Atlético-MG, que derrotou o Olímpia em 2013.

0 comentários:

Postar um comentário