segunda-feira, novembro 27, 2017

Poder Judiciario de Mato Grosso dá início à Semana da Conciliação


Começou nesta segunda-feira (27-11-17) nos fóruns de Mato Grosso a Semana Nacional da Conciliação. As pessoas buscam a Justiça Estadual para resolver conflitos formalizados em processos, utilizando o diálogo e fazendo acordos que fossem bons para todos os lados.

A Semana de Conciliação segue até a sexta-feira (1º 12-17). Neste período, serão intensificados os julgamentos das ações já judicializadas que podem ser resolvidos com a conciliação ou com a mediação.

A abertura oficial foi realizada no Fórum Desembargador José Vidal, em Cuiabá, na manhã desta segunda-feira.  “Abrimos essa semana com uma nova perspectiva, de fazermos um movimento diferente quando tivermos um problema ou um conflito. Ter um problema não é ruim, é uma oportunidade de aprendizado. Por isso, é necessário procurarmos os meios adequados para solucionarmos esses conflitos com diálogo, mediação e conciliação. O Judiciário brasileiro tem múltiplas portas e a principal é a da mediação”, explicou a desembargadora Clarice Claudino da Silva, presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflitos (Nupemec).

A magistrada destacou ainda que a Semana está mais focada nos processo que já foram judicializados, mas isso não quer dizer que quem não foi chamado vá ficar de fora. “Aquele que quiser participar, pode se dirigir ao seu advogado, ao defensor público ou ainda ir ao fórum de sua cidade e pedir que seu processo seja incluído no sistema de conciliação permanente. Nós temos audiências de conciliação e mediação todos os dias do ano. A Semana é um espaço para chamar a atenção das pessoas de que este movimento existe e está implantado em todas as comarcas de nosso Estado”, confirmou a desembargadora.

Em Cuiabá, as audiências são realizadas na Central de Mediação da Comarca. De acordo com a juíza Adair Julieta da Silva, responsável pela unidade, estão agendados quase 800 processos advindos de nove varas cíveis do Fórum, todos aptos a realização de acordo. Nos dois primeiros dias serão julgados processos referentes a direitos do consumidor e obrigações de contratos. Já nos três últimos dias estão separados processos referentes a ações do DPVAT.

0 comentários:

Postar um comentário