quarta-feira, dezembro 13, 2017

Casa dos Horrores ignora crise, dá ganhos e 13º salário para vereadores


A Câmara de Cuiabá, conhecida também como a Casa dos Horrores, aprovou, durante sessão de ontem (terça-feira 12-12-17), um projeto de lei que autoriza o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos salários dos vereadores e servidores da Casa, e criou, na mesma sessão, o 13º salário para os parlamentares da Capital.
A RGA deverá ser paga de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), previsto para ser de 4%, com quitação no próximo ano, assim como o 13º salário. Atualmente, os 25 vereadores recebem salários de R$ 15 mil e uma verba indenizatória de R$ 9 mil.
O projeto de autoria da Mesa Diretora foi colocado em pauta em regime de urgência e rendeu discussão em plenário. Apenas os vereadores Marcelo Bussiki (PSB), Felipe Wellaton (PV), Elizeu Nascimento (PSDC), sargento Joelson (PSC), Toninho de Souza (PSD) e Mário Nadaf (PV) votaram contra o projeto.
Durante a discussão da matéria, os vereadores Marcelo Bussiki (PSB) e Felipe Wellaton (PV), ambos membros da Comissão de Orçamento, questionaram se o momento seria o ideal para fazer reajustes financeiros, uma vez que o país passa por uma crise. Inclusive, lembraram que a própria Câmara de Cuiabá teve de demitir 460 funcionários da Casa de Leis por falta de recursos.

"Mesmo que haja um parecer dando legalidade da procuradoria, optamos por seguir a linha da economicidade dos gastos públicos,  assim como eu e Bussiki votamos contra o desmembramento da secretaria de Comunicação e Governo e a Secretaria dos 300 anos”, destacou Wellaton.

 

0 comentários:

Postar um comentário