terça-feira, janeiro 30, 2018

Banco do Brasil libera financiamento de R$ 20 milhões à Várzea Grande


O Banco do Brasil colocou a disposição de Várzea Grande, uma linha de financiamento de R$ 20 milhões, intitulado Programa Eficiência Municipal.
O Anúncio foi feito pelo superintendente Regional de Negócios, Varejo e Governo Mato Grosso, Rafael Alessi acompanhado pela Gerente de Relacionamento da instituição financeira em Várzea Grande, Desire Monteiro dos Santos e Gislene Peporário, gerente geral da Agência Filinto Muller.
A linha de crédito aberta pelo Banco do Brasil foi apresentada ao secretário de Assuntos Estratégicos, Jayme Veríssimo de Campos e poderá contemplar todas as áreas da administração municipal, mas a preferência é pelas áreas essenciais e obras, além da modernização da máquina.
Segundo o superintendente a linha de crédito foi ofertada ao município por meio do Programa Eficiência Municipal, e pelo fato de que Várzea Grande está com suas contas regulares além de adimplente documentalmente, e tem capacidade de investimento.
"O BB tem um volume de carteira para os municípios e é através deles que faremos que a população brasileira tenha um salto na qualidade de vida, completou”, completou Rafael Alessi.
O secretário de Assuntos Estratégicos Jayme Campos, disse que estes recursos viabilizarão políticas públicas de Gestão, além de promover a melhoria dos serviços públicos, e acima de tudo contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e consequentemente melhorar a qualidade de vida”

Outra notícia importante e comemorada pelo secretário de Assuntos Estratégicos foi a liberação feita pelo Banco do Brasil no valor de R$ 1, 4 milhão para projetos sociais do residencial São Benedito. “Para realização destes projetos, já estão sendo feitos estudos junto as necessidades das famílias ,sobre  qual o melhor equipamento social a ser instalado, lembrando que o Estado e o Município constroem em parceria uma Escola e um CMEI na região. As equipes já estão desenvolvendo o Projeto de Trabalho Social (PTS) e o Plano de Desenvolvimento Socioterritorial (PDST), para tomada de decisão e execução dos projetos”, explicou o secretário.


0 comentários:

Postar um comentário