quinta-feira, janeiro 04, 2018

Obras do PAC no Jardim Ikaray inauguram a temporada de inaugurações em VG


No primeiro trimestre de 2018 várias obras fazem parte do calendário de entrega por parte da Administração Municipal de Várzea Grande, sendo a prioridade a entrega das obras de esgoto sanitário, drenagem de águas pluviais, pavimentação asfáltica e reforço no sistema de abastecimento de água do Jardim Ikaray que faz parte de um complexo da segunda fase das obras do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC compreendendo outros três bairros, Frutal de Minas, Nova Era e Jardim Paula II.
A primeira etapa contemplou seis bairros da região do Grande Parque do Lago que são: Alto do Boa Vista; Dom Diego; Jardim Ipanema; Jardim das Oliveiras, Parque São João e Loteamento Beira Rio.
Estas duas etapas somam investimentos da ordem de R$ 23 milhões, sendo R$ 13,8 milhões do Governo Federal e contrapartida de recursos municipais da ordem de R$ 9,2 milhões. 
Como reforça a prefeita Lucimar Sacre de Campos, o aporte total de recursos do PAC de Várzea Grande se aproxima de R$ 500 milhões, seja por meio das obras em execução ou de projetos sob licitação. “O total deverá ser investido gradativamente ano a ano, até atingir sua totalidade em 2020. O PAC veio para resolver antigos e graves problemas de infraestrutura que Várzea Grande vinha acumulando em setores essenciais. Por meio desses investimentos vamos elevar o nível de tratamento e a distribuição de água potável, universalizando a oferta do produto, bem como ampliar o tratamento de esgoto em toda a cidade, ampliando a cobertura para 70%. Hoje esse atendimento não contempla 17% da cidade”.
Em 2018 as obras seguem e atingem quase sua totalidade no Jardim Ikaray, praticamente pronto, com obras de esgotamento sanitário, drenagem e pavimentação. Equipes também estão alocadas nos bairros Frutal de Minas e Jardim Paula II, onde está sendo realizada a recuperação do esgoto, para ir avançando sobre outras fases, como drenagem e pavimentação.
Sobre as obras da terceira fase, todos os projetos estão concluídos pelo Município, aguardando o repasse dos recursos por meio do Ministério das Cidades, como acrescentou Manoel. Nessa fase serão empreendidas obras de esgotamento sanitário das sub-bacias 2 e 5, e para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com duas elevatórias, no valor de R$ 23 milhões. Integra essa etapa ainda, as obras de esgotamento sanitário da sub-bacia 2, com 10 elevatórias e redes, projeto orçado em R$ 62 milhões.
Outro projeto prevê a construção e ampliação do sistema de abastecimento de água tratada, com captação, adutora de água bruta, adutora de água tratada, estação de tratamento, reserva e redes de distribuição no valor de R$ 83 milhões. 

Todos os bairros, tanto da primeira como da segunda fase receberam obras de esgotamento sanitário, drenagem, ampliação e reforço da rede de água e asfalto.




0 comentários:

Postar um comentário