sexta-feira, fevereiro 09, 2018

Forcas de segurança de Mato Grosso colocam 2.500 policiais nas ruas para coibir ilícitos durante o carnaval


Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar e Civil, já estão realizando a “Operação Carnaval 2018”, nas ruas de Cuiabá, Várzea Grande e mais 40 municípios de Mato Grosso onde serão realizadas a festa momesca,focada no combate a roubos, furtos, tráfico e homicídios.
Foram escalados 2.500 mil policiais militares, civis e bombeiros, além de peritos e servidores do Departamento de Trânsito (Detran).
O Secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, disse que serão duas frentes. "Fizemos um planejamento especial para dar segurança a quem for participar do Carnaval mas também garantiremos a segurança para aqueles que querem descansar", explicou.
Garcia disse que vai ter blitz da Lei Seca todos os dias, de sexta a quarta-feira, a qualquer hora do dia ou da noite, pelo menos na Grande Cuiabá. "Neste momento faço um apelo à sociedade, não beba quando for conduzir veículo automotor. Avisamos, porém, àqueles que não atendam a este apelo, que vamos agir com uma grande blitz repressiva, coordenada pelo Detran e pela Polícia Militar, para impedir que burlem a lei. Distribuímos bafômetros para todos os municípios onde vai ter carnaval. A combinação álcool e direção causa mortes".
O secretário lembrou que foram distribuídos 22 bafômetros para somar aos já existentes e que haverá um local específico para acomodar carros apreendidos nas blitze.
Na época de carnaval, os crimes mais recorrentes são roubo, furto, tráfico de drogas e homicídio. Mas não necessariamente que vá aumentar o número dessas ocorrências nos dias de festa.
"Ano passado, por exemplo, tivemos uma redução e um Carnaval muito tranquilo", relembra o secretário.
Quanto a quem estiver aproveitando o feriado para descansar, além do policiamento, a Prefeitura de Cuiabá será chamada a coibir desrespeito à lei do silêncio.

0 comentários:

Postar um comentário