domingo, fevereiro 04, 2018

Mulheres que marcaram seus nomes na história



Coco Chanel (1883-1971)
Agradeça a Gabrielle Bonheur Chanel por poder usar suas calças compridas e seu vestidinho tubinho. A estilista francesa inverteu os padrões da moda nos anos 20 e conseguiu atribuir ao vestuário feminino, peças masculinas e roupas que valorizam as curvas. Para completar, lançou o clássico perfume Chanel nº5 (seu número da sorte) e o corte acima dos ombros.

Madre Tereza de Calcutá (1910-1997)
Agnes Gonxha Bojaxhiu, posteriormente conhecida como Madre Tereza de Calcutá, recebeu o prêmio Nobel da Paz por dedicar sua vida aos pobres, fundou casas religiosas e foi beatificada pelo Papa João Paulo 2º. Tereza nasceu em uma comunidade albanesa do sul da antiga Iugoslávia. De origem católica, a religiosa ingressou na Congregação Mariana e logo depois fez parte da Casa das Irmãs de Nossa Senhora do Loreto, em Dublin, na Irlanda. Foi lá que a Madre fez votos de obediência, pobreza e castidade, mudando seu nome de Agnes para Tereza




Margaeth Thatcher ( 1925-2013)

Margaret Hilda Roberts, ou Margareth Thatcher
, tornou-se em 1979 a primeira mulher a dirigir uma democracia moderna, sendo eleita como primeira-ministra do Reino Unido. Seu governo foi rígido e firme, o que lhe rendeu o apelido de Dama de Ferro. Recentemente, ela foi interpretada no cinema por Meryl Streep, papel que rendeu o Oscar à atriz

Eva Perón (1919-1952)

A populista ex-primeira-dama da Argentina María Eva Duarte de Perón, conhecida também como Evita ou Eva Perón, criou o Partido Peronista Feminino e deu o direito ao voto para as mulheres argentinas em 1947.  Além disso, Evita abriu Fundação Eva Perón(na qual distribuía alimentos e roupas), construiu hospitais, escolas, lares para mães solteiras e asilos para idosos. Eva foi casada com o ex-presidente da Argentina Juan Domingos Perón. A primeira-dama morreu de câncer em 1952, com 33 anos e até hoje seu túmulo, em Buenos Aires, é referência entre os turistas

Joana D'Arc (1412 -1431)

Joana D’Arc foi uma figura importante durante a Guerra dos Cem Anos, um conflito entre a Inglaterra e França, de 1337 a 1453. Ao completar 13 anos, Joana acreditava ouvir vozes que a comandavam em decisões, como ser devota, buscar a dirigir o exército francês, coroar o delfim e expulsar os ingleses da França. Com este objetivo, conseguiu cinco mil guerrilheiros franceses, derrotou os ingleses e cumpriu sua jornada com sucesso. Entretanto, a guerrilheira foi submetida a um tribunal eclesiástico, acusada de bruxaria e executada, como mandava as tradições


Anita Garibaldi (1821-1949)

Companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi, Ana Maria de Jesus Ribeiro, a Anita Garibaldi, é conhecida como a Heroína dos Dois Mundos. Após se apaixonar pelo revolucionário, a catarinense se entregou aos ideais democráticos e liberais, aprendeu a lutar com espadas e usar armas de fogo, convertendo-se em uma guerreira que o acompanharia em todos os combates. O casal participou de uma batalha em Curitiba, que resultou em uma fuga de ambos para Montevidéu. Anita morreu em San Martino, no Uruguai, de febre tifóide e foi enterrada na colina de Gianicolo, em Roma, onde Garibaldi e sua esposa são homenageados com estátuas 




0 comentários:

Postar um comentário