terça-feira, fevereiro 27, 2018

Saiba como o consumo diário de chocolate pode ser um aliado da qualidade de vida



Ao contrário do que muitos pensam, o chocolate não é apenas uma guloseima. Bem usado, esse produto extraído da amêndoa do cacau pode ser um aliado poderoso da saúde quando se trata de combater o envelhecimento das células, baixar a pressão arterial, reduzir o colesterol, melhorar a circulação dos vasos sanguíneos e pode até diminuir a incidência de casos de acidente vascular cerebral (AVC). Tudo isso porque esse produto possui propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e termogênicas.
“O cacau é um fruto rico em nutrientes. Em sua forma crua, é fonte de vitamina C, vitaminas do complexo B (B1, B2 e B3), ácido fólico, potássio, selênio, magnésio, zinco e cálcio. Quanto aos benefícios do cacau em pó, destaca-se a presença dos polifenóis (flavonoides e taninos), que possuem ação antioxidante”, comenta o nutricionista do Vigilantes do Peso, Matheus Motta.
E não é só como alimento. Nas clínicas estéticas, o chocolate também é queridinho, especialmente por suas capacidades hidratantes da pele, especialmente após o Verão, quando o excesso de sol e água do mar ou piscina faz estragos na pele e no cabelo.
De acordo com a nutricionista Daniela Brige, o segredo para tornar o chocolate um aliado para  a saúde está em observar o rótulo do produto consumido e atentar para as quantidades de consumo diário. “Ao comprar qualquer chocolate, é fundamental verificar qual o primeiro ingrediente que aparece no rótulo, se for massa de cacau, o consumo é indicado, especialmente se houver mais de 70% de cacau e pouco açúcar”, explica a nutricionista.
Ela lembra que o cuidado deve ser mantido para a maioria dos produtos, uma vez que o produto que primeiro aparece é justamente o que mais está presente no alimento. A boa notícia é que o consumo pode ser diário, desde que  não exceda 20 gramas, que equivale a, aproximadamente dois tabletes ou três quadradinhos das barras maiores.
“O chocolate amargo é recomendado para aquelas pessoas que sentem vontade de comer doce, pois as propriedades presentes no cacau ajudam a garantir a saciedade”, explica Daniela. A nutricionista funcional Amália Magalhães destaca ainda que o chocolate com maior quantidade de cacau é usado ainda para dietas de emagrecimento e para a recuperação do músculo após o treino.
“Os suplementos à base de chocolate são bastante usados para esse fim, o chocolate amargo em pó pode e deve ser utilizado para preparar vitaminas ou shakes que ajudam a quem tem metas específicas”, esclarece Amália. Ela lembra ainda que o chocolate mais amargo ou ainda o cacau em pó são bastante indicados para preparos da culinária saudável, na feitura  de bolos e sobremesas diversas. 
Aliado poderoso

Amália Magalhães lembra ainda que o chocolate pode ser um aliado quando o assunto é convencer crianças a provarem frutas. “O chocolate meio amargo pode ser derretido e servido com espetinho de frutas”, sugere a nutricionista, salientando que a oferta do alimento pode virar uma brincadeira e as crianças podem ser convidadas a montar a porção com os adultos.
No caso dos pequenos, ela lembra que mesmo o chocolate ao leite deve ser oferecido apenas nos finais de semana e podem ser ofertados como premiação por uma dieta mais equilibrada e saudável durante a semana. “Mesmo assim, é importante que a quantidade seja regrada, afinal, nesses casos, além do cacau, a criança também vai consumir muito açúcar e gordura hidrogenada”, destaca.
Com uma postura bem parecida, Daniela Brige diz que o paladar para o doce é uma construção e que os pais e educadores têm um papel fundamental no momento de ajudar a criança a educar o paladar para aceitar menos doce na sua dieta. “Quanto menos açúcar for oferecido e quanto mais a criança se acostumar com o sabor menos doce do chocolate melhor será a qualidade desse consumo”.
Matheus Motta lembra que o  chocolate amargo é o que possui maior percentual de cacau (pelo menos 50%), seguido pelo meio amargo (pelo menos 40%) e pelo ao leite (pelo menos 25%), segundo a classificação segundo a Legislação Brasileira (Anvisa).
“O chocolate branco não possui cacau, apenas manteiga do cacau. Quanto maior a porcentagem de cacau em um chocolate, maior é a quantidade de substâncias antioxidantes nele e mais benefícios à saúde ele proporciona”, informa Matheus Motta.
Além do chocolate, a amêndoa e o mel do cacau também podem e devem ser consumidas como aliados da saúde. Amália Magalhães ressalta que as pessoas que possuem intolerância à lactose ou que querem retirar o leite de vaca da dieta podem triturar as amêndoas do cacau no liquidificador com um pouco de água e coar o líquido num pano.
Fonte: IBahia

Click aqui para ler  notícias da primeira página                                                                

0 comentários:

Postar um comentário