terça-feira, março 20, 2018

Após ter filiação negada no PSB, Allan Kardec diz que vai a Brasília denunciar Valtenir


O deputado estadual Allan Kardec, que organizava evento de sua filiação ao PSB, a principio, terá que rever seus planos. A agremiação pessebista, em nota assinada pelo seu secretário-geral, Milton Simplício, justificou a recusa dizendo que os pré-candidatos da sigla não aceitam a filiação de Kardec.
Allan Kardec, que deixou o Partido dos Trabalhadores (PT)  por causa de desavenças internas, disse que a decisão do PSB em não aceitar a sua filiação em Mato Grosso, foi uma decisão que visou defender interesses do deputado federal Valtenir Pereira (PSDB), que ainda comanda o partido em Mato Grosso. Segundo Kardec, Valtenir não quer perder o controle do partido depois que deixar a sigla.
"Essa decisão absurda está sendo orquestrada pelo Valtenir que não quer perder o controle do partido, depois que ele se filiar no MDB. Ele [Valtenir] quer ter influência em três partidos, o PSB e PMB, já que ele também manda neste partido", disse o parlamentar.
Kardec alega que a sua ida para o PSB foi discutida nacionalmente, e, que o próprio Valtenir teria articulado com a executiva nacional a sua filiação. "Desde o final de semana vieram tentar me demover se filiar no PSB. Achei estranho, muitos vereadores do PSB estão me aguardando", explicou.

Alan Kardec garantiu que vai amanhã (quarta-feira 21-03-18) a Brasília para conversar com o presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira.
"Eu vou a Brasília conversar com o presidente nacional do partido. E vou falar que ele vai para o MDB. Ele quer deixar o partido, mas quer continuar tendo influência", destacou.



0 comentários:

Postar um comentário