sábado, março 31, 2018

Dieta vegetariana: menos 4 kg em um mês!


Não é mágica, mas existe um segredo: o poder fi­broso. O cardápio natural é composto porverduras, legu­mes e grãos integrais, o que faz o corpo funcionar a todo vapor, eliminando toxinas e aceleran­do a queima de gorduras. Além disso, as fibras prolongam a sa­ciedade e diminuem a compul­são alimentar. “Elas melhoram a ação da insulina, hormônio res­ponsável por abastecer as células do corpo com energia”, explica Eric Slywitch, nutricionista da Sociedade Vegetariana Brasileira.
Deu vontade de colocar a dieta em prática, mas ficou com receio de cortar a proteína ani­mal do prato? Não tenha medo. “Apesar de serem ricas no nu­triente, as carnes, principalmen­te asvermelhas, carregam gordura ruim, o que favorece o ganho de peso. Em contrapartida, a proteína vegetal tem pouco colesterol e muita gordura do bem”, explica George Guimarães, nutricio­nista.
 Outro diferencial do cardápio verde é a quantidade de substâncias pro­tetoras que previnem problemas cardiovasculares, diabetes e vários tipos de câncer. “Estamos falando de antioxidantes e fitoquímicos”, afirma Eric Slywitch. Com esse caminhão de benefícios, fica mais fácil afinar a silhueta, ganhar dis­posição para malhar e reforçar a imunidade. Bom demais para dei­xar a oportunidade passar, não é?

Tudo em ordem

Como qualquer dieta, a vegetariana também requercuidados. Certifique-se de que está ingerindo todos os grupos alimentares. Só assim você garante o consumo dos nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.
 “Dizer que a deficiência de ferro, por exemplo, é maior em vegetarianos é uma inverdade. A carne vermelha é a principal fonte do mineral, mas é possível encontrá-lo em outros alimentos”, garante Paula Gandin, nutricionista da Sociedade Vegetariana Brasileira e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional.
Corpo a Corpo


0 comentários:

Postar um comentário