quinta-feira, abril 05, 2018

Deputados deixam o PSD em apoio a Pedro Taques e atitude faz Fávaro romper com o governador


A atitude de quatro deputados estaduais do PSD assegurar saída do partido para apoiar o governo de Pedro Taques (PSDB), não foi bem recebida pelo presidente da agremiação, Carlos Fávaro, que é vice-governador do estado. A decisão dos parlamentares foi tomada durante reunião na tarde desta quarta-feira (04-04-18).

Deixam o PSD os deputados Gilmar Fabris, Ondanir Bortolini (Nininho), Pedro Satélite e Wagner Ramos, em razão de não concordarem com a decisão anunciada pelo vice-governador e presidente estadual da sigla, Carlos Fávaro, de que o PSD adotaria uma postura de "independência" e entregaria os cargos na gestão Taques.
O rompimento foi oficializado há dois dias, quando Fávaro entregou uma carta a Taques em que afirma que seu partido está livre para articular um projeto político e alianças para as eleições de outubro deste ano.
Contrariado com a decisão dos companheiros de partido, Carlos Fávaro decidiu romper em definitivo com o governador Pedro Taques (PSDB) e analisa com sua assessoria jurídica qual o caminho a seguir, a partir de agora. Se protocola o pedido de renúncia na Assembleia Legislativa (ALMT) ou se pede afastamento do cargo.
O vice, que estudava desde fevereiro o pedido de afastamento das funções de vice-governador,agora admite a renúncia após Taques liderar a debandada dos deputados estaduais do PSD, além de tentar garantir o apoio do partido de Fávaro por meio do presidente nacional da legenda, Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilberto Kassab.

0 comentários:

Postar um comentário