sexta-feira, abril 13, 2018

EUA atacam Síria com apoio de França e Reino Unido


Surpreendendo a comunidade internacional e elevando a alta temperatura o nível de tensão mundial, pelo risco de um conflito generalizado, os Estados Unidos, com apoio do Reino Unido e França, lançaram, na noite desta sexta-feira (13-04-18) um ataque contra estabelecimentos de armas químicas na Síria.
A ofensiva foi divulgada pelo próprio presidente norte-americano Donald Trump, por volta das 22h de Brasília, e, uma hora depois, pelo alto comando militar norte-americano, em uma entrevista coletiva de imprensa.
Trump e os militares disseram que o objetivo do ataque foi destruir unidades de produção e armazenamento de armas químicas mantidas pelo regime do ditador sírio Bashar al-Assad.
Ele é acusado pelos EUA e aliados de realizar um ataque químico contra a cidade de Duma, no sábado passado, matando e ferindo dezenas de civis, incluindo mulheres e crianças.
Segundo as informações das autoridades norte-americanas, as forças aéreas e marinhas dos três países lançaram os primeiros ataques por volta das 21h de Washington (22h no horário de Brasília), durante mesmo o pronunciamento do presidente americano Donald Trump na Casa Branca.
Os sistemas de defesa da Síria teriam reagido, atingindo 13 mísseis em Al Kiswah, nos subúrbios da capital, Damasco.
“Ordenei às Forças Armadas dos Estados Unidos  lançar ataques precisos em alvos associados com estabelecimentos de armas químicas do ditador sírio Bashar al-Assad”, disse Trump no pronunciamento realizado na Casa Branca. 



0 comentários:

Postar um comentário